Com amor, todo sonho é possível

Passeio com cheiro de nostalgia

Oiiiiiiiiiii, boa tarde, tudo bem?
No dia 6 de janeiro, maridão perguntou se queria ir com ele para mostrar um sítio em Tapiraí, que fica depois de Piedade. Acordamos cedo e procurei ir bem à vontade, rasteirinha nos pés e cheia de vontade de rever a cidade que visitamos 30 anos atrás.
Saímos daqui às 8 horas munidos de GPS, emprestado do filho.
É interessante como funciona esse aparelho, não tem erro, vai nos conduzindo da melhor forma.
Não sou boa em aparelhos modernos, mas eu sabia manejar melhor que o maridão, que teimava em ir pela sua cabeça, conclusão erramos muitas vezes, até chegar à conclusão que o aparelho estava certo.
Paramos em algum momento para esticar as pernas e conheci uma das pessoas que estava nos acompanhando, trocamos cumprimentos e falei que:
- Ranário é um grande empreendimento, vocês se prepararam para esta conquista?
Respondeu que haviam feito um curso e acharam que seria viável.
Continuamos e furou um pneu de nosso carro, todos desceram e o marido de 1 delas ajudou o marido a consertar, ficamos conversando.
Como havia perguntado algumas coisas sobre a criação de rãs, tipo: você sabe os desafios que vai enfrentar?
Percebi que não estavam muito seguras. Já queriam fazer sociedade comigo.
Feita a troca de pneus e continuando a viagem, comentei com o marido que eles não estavam em condições de entrar em um empreendimento desse porte. Nesse momento ele me contou que já havia mostrado outro sítio com todas as instalações, alguns tanques e lagos e tinha uns equipamentos, que não sabia para que serviam. Estava um pouco abandonado, porque o dono estava sozinho, os filhos tinham ido embora e desanimou. Falei para o marido que o sítio que me descreveu era o ideal, o equipamento que ele não conhecia era um comedouro vibratório (rã não come alimento parado, tem que estar em movimento), antigamente faziam com restos de peixe para que as moscas depositassem os ovos e ao se transformarem em larvas eram comidas pelas rãs) e os lagos naturais por conta da tristeza.
Chegamos ao local, e a preocupação dos compradores era se fazia muito barulho no local.
Realmente rã não suporta muito barulho e frio também não faz bem para ela.
Mas, começaram a falar que queriam montar um mini zoo, pista de Kart, ......
Gente fiquei pasma, deixaram um ranário praticamente em condições de reiniciar as atividades, para ir a um local que não tinha nada a ver, necessitando instalar todo o sistema de criadouro e ainda com logística inadequada.
Não conheci o 1º sítio, mas há 30 anos atrás, quando me preparei para entrar nesse ramo, se tivesse o dinheiro para a aquisição compraria de olhos fechados e faria um acordo com o proprietário para me orientar no que tivesse dúvidas.
Foi o que falei ao marido, ao invés de me propor sociedade, porque não fizeram um acordo com o dono do sítio para o suporte tecnológico e prático, mesmo porque para o escoamento da produção o 1º sítio também é  favorável, sem dizer que pode-se montar um restaurante e explorar esse filão que dá um retorno rápido, aliás no sítio também possuía  um restaurante desativado, foi o que o marido falou, quando mencionei trabalhar com um cardápio diferenciado.
No retorno, na hora de ajustar o aparelho, ficou nervoso, -" Isto não funciona "
Pedi se podia tentar e programei a volta, mesmo assim quis fazer outro caminho, depois falou:
- É, o caminho do GPS devia ser mais próximo e com custo menor, já que pagamos mais pedágios".
Mas valeu sair de casa e olhar outras paisagens, muitas áreas com condomínios fechados, onde antes víamos algumas culturas, poucas vimos.
Você deve estar se perguntando porque conheço desse assunto (rãs), pois bem, quando meu marido ficou desempregado na época de 80, por conta das greves,  eu também estava em perigo e comecei a me preparar para uma atividade alternativa - fiz cursos e busquei saber de toda a literatura sobre o assunto.
Foi bom recordar um sonho que não realizei, mas,  acredito que o Senhor em sua infinita Bondade me livrou, talvez de um desgosto maior. Quando o sonho é só de um, dificilmente pode ser concretizado com Sucesso.
Até logo, hoje iniciamos os trabalhos no Posto de Saúde, tenho que sair, abraços carinhosos

2 comentários:

  1. Oi passei prá desejar um bom fim de semana e dizer prá passares no meu blog que tem selinho prá ti!!!!!! Bjussssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Pelo jeito tem andado bastante por aí, né? Fico me imaginando cuidando de um ranário. Ia dar zebra na certa... Já frequentei muito um ranário aqui nas redondezas e tbém no meu tempo de universidade ainda eram usadas as bonitinhas como cobaias (tadinhas...). Realmente comigo a coisa não ia rolar.Vejo que muita gente embarca em negócios que não tem a mínima condição de encarar, aí passa a vida se lamentando que não deu certo.
    Bjks
    Renata

    ResponderExcluir