Com amor, todo sonho é possível

Felicidade

Bom dia, tudo bem?

Felicidade é utopia? Não é real.

Você já se sentiu presa e amarrada a algo ou alguém que quer te destruir?

O que sempre me moveu a ir em frente era a esperança em dias melhores, acreditar que apesar das minhas fraquezas eu deveria seguir, procurando melhorar a cada dia:
  - o meu comportamento (sempre muito impulsivo),
  - a ansiedade (que teima em permanecer) e,
  - uma melancolia insistente.

Apesar de acreditar que Deus é maravilhoso e me ama muito, era preciso que eu tomasse uma atitude, ou seja, virasse a mesa. Para isso, tive que me afastar daquilo que estava emperrando ou criando obstáculos.

Para prosseguir na caminhada precisei começar pela mente, qual era neste momento, o meu maior obstáculo, o meu maior fantasma?

Eram muitos:
1) O medo apavorante de alguém que só entrou em minha vida mediante ameaças e não foram poucas, ao longo destes 36 anos;
2) me livrar do constrangimento de ser forçada a situações contra a minha vontade;
3) deixar filhos, netos e amigos;
4) perder tudo, até a dignidade, depois de tantas concessões;
5) tentar viver, apesar da depressão insistir que morrer é a melhor saída.

Agradeço a Deus que me fortaleceu, no dia mais difícil de minha vida: 24 de dezembro de 2011.
Nesse dia percebi (sempre soube, mas caiu a ficha) que nunca tive um companheiro comprometido com  a família, responsável e, forte o suficiente para defender sua esposa e seu lar.

Agradeço aos meus filhos, noras e netos, pela acolhida e por serem depois de Deus a única razão de não perpetuar o estigma que me acompanha, Vocês são (embora eu tenha errado muito) a minha razão de VIVER.

Sou sobrevivente de um passado que quase me destruiu. Comecei a entender que só EU posso mudar o curso de minha história. A partir daí, buscando forças nas palavras do Evangelho, busco aquietar meu coração e ouvir a resposta às minhas infinitas dúvidas.

Eu sei e acredito que "Tudo posso Naquele que me fortalece".
E é Nele que encontro a minha FELICIDADE.
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário