Com amor, todo sonho é possível

Adeus à minha companheira

Bom dia, como está? bem?
Eu encerrei um ciclo de 15 anos, com uma companheira muito especial: a minha Gabi Gabriela Cravo e Canela. Ela entrou em minha vida numa fase muito turbulenta 1998, sempre muito carinhosa, companheirona e parceira nas tristezas e alegrias.
Partiu, também, em fase de instabilidade. Pelo menos, consegui voltar para que tivesse um pouco de paz e desde o dia 25 de julho deitou, para morrer em 13 de agosto. Ela só queria a minha presença e, se fosse possível, eu a queria por mais tempo.
Gabi, minha amiga, obrigada pela companhia e alegrias que me proporcionou.
Adeus.

Um comentário:

  1. Meu sentimentos que DEUS lhe dê sabedoria para esta hora tão dura.

    bjs

    Gélia

    ResponderExcluir