Com amor, todo sonho é possível

O Intimidador e o Cobrador

Em 03/12/2013

Transcrito do livro
"Guia para lidar com Pessoas Difíceis"
de Murray Oxman

O Intimidador
Existem diversas maneiras pelas quais algumas pessoas conseguem nos intimidar ou amedrontar.
Algumas delas utilizam a raiva, o negativismo ou uma expressão de maldade no rosto; outras aproveitam o tom de voz agressivo.
Sem contar que as próprias características de certas pessoas podem, por si só, ser assustadoras.

Como você deve reagir diante dele:
saiba que a principal ferramenta usada por um intimidador é o medo. Por isso, ele tem o hábito de analisar todas as nossas reações e utilizá-las contra nós. Mas, nem todo mundo é intimidado pelo mesmo tipo de valentão.
Mude suas reações e você se livrará de um intimidador.
Nunca bajule ninguém, principalmente se for um metido a valentão.
Um sorriso amarelo em seu rosto será um motivo para fazê-lo sentir-se dono da situação e, com certeza, isso o chamará para o ataque.
Expressar qualquer tipo de negatividade contra essa pessoa também é um modo de jogar lenha na fogueira. É exatamente isso que ele espera para tornar-se ainda mais agressivo.
Mesmo que por dentro você esteja tremendo, limite-se a encarar firmemente esse indivíduo, com um olhar de descrença. Pense em como é inacreditável que um adulto como ele possa agir de modo tão infantil.
Agindo dessa maneira, você vai descobrir que é muito fácil tirar as máscaras de duas pessoas difíceis de lidar, ao mesmo tempo. A primeira é a do valentão que adora intimidar qualquer um que passe por ele. A segunda, daquele que tremia de medo dentro de você.

Um exemplo:
Tenho aqui uma das dicas mais impressionantes dentre as reveladas neste manual:
"Você não tem a obrigação de responder a nenhuma pergunta feita por um valentão!".
É bastante comum um intimidador fazer perguntas inadequadas sobre sua vida pessoal. Ele pode querer saber sobre suas finanças, ou qualquer outro assunto mais particular que, de fato, vai fugir totalmente do que vocês estejam discutindo.
Da próxima vez em que isso acontecer, dê um chacoalhão nessa pessoa dizendo:
"Por que você está me fazendo essa pergunta?.
Então, enquanto ela ainda estiver se recuperando do golpe, acrescente: 
"Vamos manter essa conversa dentro do assunto de que estamos tratando".
Dessa forma você estará agindo da maneira correta e assumirá o controle da situação.
Mais tarde, reflita sobre o ocorrido - não para massagear seu ego, mas para compreender melhor o funcionamento da dinâmica de causa e efeito nas relações humanas.


O Cobrador
"Você se lembra? Está me devendo. Quando precisou de mim, eu estava ao seu lado. Agora sou eu que preciso de sua ajuda".

Já ouviu isso antes? Essa pessoa é aquela que faz de tudo para ajudar os outros, com a intenção de "acumular créditos" e cobrá-los futuramente.
Nada desse sujeito vem sem interesse. Em tudo o que ele faz, há um propósito oculto e interesseiro,

Cuidado!

Tudo o que quer é mante-lo amarrado a ele.

Como você deve reagir diante dele:
evite débitos com esse tipo de pessoa. Deixe tudo zerado. Caso contrário, você será sempre cobrado por algo que deixou de fazer. Não permita que ninguém lhe deva nada. Tampouco fique devendo a alguém - especialmente se esse alguém for do tipo COBRADOR!
...................................................................................................................................................................

Agora, com a certeza de que os mais difíceis somos nós, que atraímos e permitimos sermos maltratados por pessoas desse tipo.

Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário