Com amor, todo sonho é possível

O lobo e o grou

Tintim



Um dia um lobo topou com uma galinha gorda e bonita. Achando que ela daria uma excelente refeição, devorou a pobre criatura até a última pena. Infelizmente, porém, quando o lobo engoliu o último bocado, um osso pontudo espetou-se com força em sua garganta.

O lobo tossiu, cuspiu, e lágrimas lhe correram dos olhos. Porém, apesar de todos os seus esforços, o osso não se soltava. Sentindo muita dor, disparou na corrida pela mata, à procura de ajuda.

A cada animal que encontrou, o lobo suplicou que o ajudasse. A cada um insinuava que daria uma bela recompensa, caso lhe tirasse o osso da garganta. Mas muitos dos animais conheciam o comportamento do lobo, e não demonstraram disposição para socorrê-lo.

O leão e o leopardo fingiram não ouvir os seus gritos angustiados; a gralha e o corvo voaram para o alto das árvores, afastando-se das suas mandíbulas; a raposa e o urso desconfiaram que se tratasse de um truque, e foram cuidar da própria vida; até o asno se recusou a ajudar - pelo menos foi o que pareceu, pois limitou-se a zurrar, e continuou mascando abrolhos.

Afinal, quando o dia já terminava, o lobo encontrou um grou que ciscava entre os caniços à beira d'água. O grou ouviu o pedido do lobo e, quando o outro mencionou uma recompensa, concordou em ajudar.

Olhando lá no fundo da garganta do lobo, o grou conseguiu enxergar o osso pontudo, solidamente cravado. Enfiando o bico pela goela do animal e curvando o longo pescoço por entre as terríveis mandíbulas, o grou lentamente retirou o osso.

Depois, com toda a simplicidade, reclamou a recompensa prometida. O lobo, então, arreganhou a bocarra num largo sorriso e exibiu os cintilantes dentes pontiagudos.

- Ora, criatura ingrata! - rosnou ele - Pois não lhe dei a sua vida? Quantas criaturas podem enfiar a cabeça na boca de um lobo e viver para contar a história? A sua saborosa cabeça foi retirada com toda a segurança. Isso já não é recompensa suficiente?

"Quem espera agradecimentos de patifes costuma decepcionar-se."
Extraído do livro "Fábulas de Esopo" - recontadas por Robert Mathias
tradução Manoel Paulo Ferreira - (1983)

"Não desista,
não admita sentimentos de fracasso;
dúvidas vão e vêm,
assim como as estações do ano...
quando tudo o que é bom
parece perdido,
lembre-se que a vida
é um círculo,
e a esperança mora no horizonte."
(Lynne Gerard)

Um comentário:


  1. É preciso viver o sonho e a certeza de que tudo vai mudar.

    É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os desejos não precisam de razão, nem os sentimentos, de motivos.

    O importante é viver cada momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem sabe ver...

    Desejo que no ano que vem, você...

    Realize todos os seus sonhos, e não tenha medo de viver o momento em que eles acontecerem. E, que nesses momentos saiba que estarei sempre torcendo por você.

    Boas Festas sua amiga Dinha

    ResponderExcluir