Com amor, todo sonho é possível

O professor e o príncipe


Conta-se que o imperador Teodósio, indo um dia assistir à lição que o ilustre Arsênio dava a seu filho Arcádio, herdeiro da coroa, estranhou muito achar o mestre de pé, e o jovem príncipe sentado, e determinou que, a partir daquele dia, o mestre falasse da cadeira, ouvindo-o o futuro rei, reverentemente de pé e de cabeça descoberta.

Assim inculcou aquele egrégio monarca a seu filho a grande lei do respeito, sem a qual toda educação se torna impossível. E, se tanta reverência se deve aos mestres, quanto maior não é devida aos pais? Não é só respeito, não é só mistura de temor e de amor; é mais que isso; uma profunda veneração, que lhe devemos, uma espécie de culto; e por isso o respeitoso amor dos filhos se chama, também, piedade.

Nunca devem, portanto, os filhos tomar diante dos pais posturas inconvenientes; fumar, dar risadas descompostas, chasquear deles ou tratá-los com demasiada familiaridade.

"Honra a teu pai e tua mãe, para teres vida longa sobre a terra", diz Deus no quarto mandamento do Decálogo.

"Filho meu, não te esqueças da minha lei, e guarda em teu coração os meus ditames, porque estes te darão dilatada vida, anos ditosos e paz."

Ouvi, filhos, os conselhos de vosso pai, e segui-os de tal sorte que sejais salvos. O que honra a sua mãe é como um homem que acumula um tesouro. O que honra a seus pais achará alegria nos filhos, que, também, o honrarão do mesmo modo, e será ouvido no dia de sua oração.

Que magníficas promessas! A nenhum dos outros mandamentos uniu Deus sansão de prêmio. A este, porém, ajuntou de uma dilatada e feliz vida, como incentivo de sua observância. Ditosos, mil vezes ditosos os filhos que honram a seus pais, que os honram tributando-lhes obediência, respeito, amor e serviços!

Texto do livro "Lendas do Céu e da Terra" 
autor Malba Tahan (1983)

Você, que é mãe, lembre-se de que o seu exemplo é a lição mais forte para seu filho.
Não discuta com o marido diante das crianças.
Não critique o pai diante dos filhos.
Não fale mal dele.
Nunca o diminua com desprezo.
O exemplo de um lar bem constituído
é a maior felicidade que você pode legar a seus filhos.
Por amor deles saiba sofrer,
se for preciso,
porque eles são frutos que você mesma gerou.
(Minutos de Sabedoria - C. Torres Pastorino)


0 comentários:

Postar um comentário