Com amor, todo sonho é possível

Gambá cheira gambá


Quem ama não maltrata.
Se você está sendo agredida,
não morra de vergonha!!!
Não se cale!!!
Crie coragem: Denuncie!!!
Maria Teresa

Obrigada, 
do fundo do meu coração,
pelo aprendizado.
Eu precisava aprender minha lição de casa:
"Não confiar nas pessoas erradas." 

Tenho nojo das escórias 
que vivem de fachada.
De tanto ouvir "gambá cheira gambá",
deduzi que aquelas,
 que não caíram na conversa dele e,
que eu achava serem preconceituosas,
eram,
na verdade,
meninas muito mais inteligentes que eu,
perceberam o gambá e não se envolveram.

Lembrando do que a irmã falava:
-"Eu não faria isso por um homem" e,
mesmo num jantar, 
quando uma pessoa 
tentou me alertar e
foi,
 ameaçadoramente,
 interrompida, 
comecei a me ligar mais.

Não me arrependo do que fiz,
fiz meu papel de mulher,
para não desonrar meus filhos,
embora, 
nunca houvesse se portado 
como um homem de caráter:
"Não foi íntegro, responsável, 
respeitoso e honesto." 

Lembro,
também,
quando uma paquera,
em 2007,
falou para a mãe e a irmã
-"O xxx está dando em cima de mim, 
dizendo que é muito infeliz.
O que a sra. acha disso?"
A mãe, entre surpresa e sem jeito, retrucou:
-"Imagina, meu filho não faria isso!!!"

Eu escutei e,
pela 1ª vez, 
falei do filho pra ela:
-"O seu filho não tem jeito,
não tem responsabilidade, 
nem respeito,
não tem meta na vida e nem
perspectiva para o futuro."

Aquela sra., 
muito sábia,
calou a minha boca na hora:
- "Ele já era assim 
quando o conheceu,
não adianta reclamar agora."

Não foi isso que me passou:
ele se fez de "coitadinho", 
"explorado pela família" e,
que eu era sua "1ª mulher",
seria responsável agora.
Hoje, aprendi,
 que ingenuo,
não encurrala mulher
da forma que fez,
como um cafajeste.

Percebia o quanto era medroso
e covarde, 
com dificuldade em assumir os seus atos,
mas não o imaginava mentiroso, 
porque encarava qualquer olhar, 
na maior cara de santo.

Pude constatar a inverdade,
ao citá-lo como exemplo 
de comportamento,
 ao cunhado infiel, 
que na hora ironizou.

Todos à minha volta sabiam e,
 tentavam me alertar,
a própria irmã falava,
- "Ele é muito volúvel, 
logo cansa. 
Eu não entendo como 
ainda continua com você."

Eu não sabia que ele não valia nada,
ou não queria acreditar, 
que me apunhalava pelas costas,
mantendo a máscara de bom menino.

Hoje,
descobri,
que a única coisa que ambicionava
era o que podia lucrar comigo,
tentando, 
a todo custo, 
me interditar,
me torturando e
ameaçando me matar.

 Bode velho,
fraco de cabeça,
não achava cabritinha  
que o quisesse manter,
assim,
ia trocando de "sadia",
cada vez que eu descobria.

Armava o circo,
falava que me matava,
caso o divórcio pedisse,
envolvia os filhos,
distorcendo os fatos,
alegando sempre,
 que a culpa era minha:
delirava.

Até que conheci e 
me fortaleci no Pai,
que muito me ama,
 me firmei, 
não fugi e 
consegui me livrar 
do "raposão",
que agora está levando boa vida,
sustentado por uma "coroa rica",
palavras do filho. 

Para sair por cima, 
não titubeou,
me explorou,
me ameaçou, 
me torturou,
me estuprou,
me difamou, 
me caluniou e 
me prejudicou na cidade.

Muito me admira 
a postura da criatura,
nunca foi capaz 
de se portar com decência,
me "vampirizou"
uma vida inteira.

Conheci a pessoa,
pela maneira que saiu: 
formou 1 quadrilha,
para me roubar e
matar.

Entrou no face, 
através do meu email,
em 16/abril/2013,
me ameaçando,
me chamando de feia:
coitado!!!
- "Sempre fui assim.";
Que sou fedida:
Isso sou mesmo, gosto de mim, 
- "Não suporto homem porco, 
que urina em tudo, 
pra demarcar território." 
Que eu enlouqueci,
sabe que é verdade...
"Perdi minha razão, ao lhe dizer sim,
precisei ser internada no hospício!!! 

"Agora, 
desgraça por desgraça,
 desgraçou a minha família,
quando insistiu em viver a minha história."
Abraços carinhosos

2 comentários: