Com amor, todo sonho é possível

Tudo se repete - 19




14/04/1979
Mais uma vez só neste sábado, parece que as coisas estão mais doloridas, dá uma sensação de solidão e a impressão de que nunca mais terei um companheiro ao meu lado.

O xxx foi embora no dia 5, é tudo tão esquisito, não sei, mas me parece que estava fazendo tudo, para que eu tomasse a iniciativa de mandá-lo embora.

Estava saindo cedo, bem arrumado e não me dizia nada, quando a empregada falava, respondia que havia ido procurar emprego. Advinha onde? Na Lapa, é brincadeira, não? Se eu tinha a indicação para a Volks, nem se importou.

Não sabia mais, se era mentira o que dizia, ou se estava passando tempo até arrumar um emprego pelo lado de sua casa e ir embora, não quis averiguar e o mandei embora. Não teve dúvidas, foi logo embora e, ainda teve a coragem de dizer à empregada que ela havia conseguido o que queria.

É uma ironia toda a situação.

A gente vive igual bolinha, para lá e para cá, sem rumo certo.

Detesto coisas incertas, não suporto indecisão, insegurança e parece que estou agindo como imã e só me relaciono com homens sem garra/fibra, para dizerem o que realmente procuram, ou querem. Na quinta feira sai com o AAA, irmão da AAA, que fazia gosto de ser minha cunhada, um quarentão muito bonito, fui muito precisa sobre minhas aspirações, quanto ao homem que desejo e para que fim. Procuro acima de tudo, um companheiro, responsável, carinhoso e disposto a assumir meus filhos.

Não deu outra, após o jantar encostou o carro na estrada e já veio fungando igual a um animal, como é nojento o sexo, como as pessoas deterioram um relacionamento. Ante minha recusa, começou: - "Sexo é gostoso e repetia, repetia, aquilo entrava em meus ouvidos, causando cada vez mais repulsa por aquele homem. Para terminar, parou à frente de um motel e queria pelo menos 1/2 hora. Como senti o homem tão inferior, tão baixo a ponto de não desejar, nunca mais, me dar oportunidade de conhecimento e relacionamento.

Será que ninguém pode entender que sexo é uma consequência de um relacionamento maduro, consciente e estável?

Será que é tão difícil de transmitir a aversão que provoca, quando alguém quer forçar um contato desse tipo?

Acabou achando que havia estragado minha noite, o que retruquei, com a observação de que ele estava no direito de tentar, enquanto me permitia o direito de recusar. Falou em levar a mim e as crianças à praia, na hora respondi: - "Não irei, porque serei obrigada a pagar pelo passeio."

Disse-me que, de maneira alguma, que sua atitude não era igual com todas as mulheres e, que o havia atraído muito. Todos têm sempre essa saída, como se fosse uma honra, em despertar os instintos animalesco nas pessoas. Vermes, são eles que contaminam tudo que há de bom e minam as estruturas.

Idiotas, nós, se nos envaidecemos  por sermos sensuais.

Conheceu meu filho Ju e, ao terminar o café perguntou: - "E nós, como ficamos?"

- "Nós não ficamos, porque nem sequer começamos, adeus."

A AAA veio falar comigo e, pedir que eu saísse mais uma vez com seu irmão, fui o mais delicada possível, agradeci o empenho dela, mas no momento quero ficar só, foi o que respondi.

0 comentários:

Postar um comentário