Com amor, todo sonho é possível

Dividir responsabilidades

" Quem não luta pelos seus direitos, não é digno deles."
Rui Barbosa

"Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha."
Victor Hugo

"Eu não sou o que aconteceu comigo. Eu sou o que escolhi me tornar."
Carl Jung

"O mal existe e tem gente que simplesmente não presta."
Glória Perez

\o/\o/\o/

Anoitecer 07/06/2015



"Dividir responsabilidades é somar prosperidade."
(anônimo)

Você é do tipo de pessoa
que sempre diz 
"eu resolvo"?

Parabéns!

Você é 
realmente decidida!

Mas
tome cuidado
para não querer
abraçar o mundo 
com as mãos.

Porque,
se você 
se sobrecarregar demais,
não fará nada bem feito.

Tente dividir
com as pessoas que a cercam
as responsabilidades.

Isso não tirará seu mérito,
não fará de você
uma pessoa menos decidida,
não a transformará 
em uma pessoa sem iniciativa.

Apenas fará de você
uma pessoa sábia,
que tem a exata dimensão
do que é possível fazer
sem se sacrificar.

Pensamentos & Emoções
Ana Maria Braga
Abraços carinhosos

14 comentários:

  1. Olá, Teresinha!

    Tudo bem? Muita luz e paz para você.

    Os pensamentos, os textos de Ana Maria Braga são excelentes, e esse não é exceção.
    Dividir tudo, partilhar tudo é ser responsável e se tornar melhor, ao contrário dos alguns pensam.
    Numa orquestra, alguns músicos tocam vários instrumentos, e olhe o resultado final: SINFONIA COM MELODIA.

    Nossa ida deveria ser assim, como na orquestra, para ficarmos cheios de graça de Deus, humildes, participativos e muito mais sábios.

    Te desejo um dia maravilhoso.

    Beijos, com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!
      Graças a Deus, tudo bem bem por aqui CÉU!
      Admiro muito a Ana Maria Braga, uma ariana determinada e de muita fibra, passa mensagens motivadoras que nos incentivam muito, ela é uma VENCEDORA!
      É verdade CÉU, partilhar torna tudo muito melhor.
      Agradeço seu carinho, desejo que seja sempre abençoada, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. É preciso dividir para reinar... Fazer tudo sozinho ás vezes é peso a mais e deixamos cair as coisas!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei Teresa, se não dividimos não reinamos, muito bom!
      Quando abraçamos tudo sozinhas, muitas coisas não saem a contento, perde-se a qualidade!!!
      Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
      Maria Teresa

      Excluir
  3. Desculpa, eu de novo, querida!

    Que bom que a Elaine Gaspareto é sua personal blogger! Tudo tão certinho e arrumadinho por aqui e com mta simplicidade e bom gosto.
    Eu irei entrar em contacto com ela, logo k me seja possível. Agora, sou eu k agradeço sua dica.

    Te desejo um dia de luz.

    Beijos e um abracinho bem carinhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito de você CÉU, venha quando quiser, é sempre bem vinda!!!
      Espero que possa aproveitar a dica, a Elaine é uma profissional competente e de muita confiança, você vai gostar!!!
      Desejo que seja sempre abençoada, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  4. Esse é o problema de não querer incomodar ninguém. A pessoa se sacrifica. Eu tenho a triste mania de fazer tudo sozinha, agente tem que aprender a delegar um pouco das coisas para nosso próximo. Uma bela mensagem .
    Bjos tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, esse era o meu problema também, Anajá, o mais engraçado é que antes, quando podia delegar, eu não o fazia, hoje, sozinha, faço o que posso, o que não dá, fica sem fazer, deixo para outro dia e não me estresso mais...
      Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
      Maria Teresa

      Excluir
  5. Com certeza!
    aprendi a dizer: "Eu resolvo... Meus próprios problemas, e ajudo os seus durante um tempinho apenas."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o correto Ana, pena que não aprendi antes, teria resolvido minha vida!!!
      Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
      Maria Teresa

      Excluir
  6. MARIA TEREZA,

    sobre esta frase de Carl Jung, discípulo de Freud e um dos seus maiores amigos até a ruptura das suas amizades, por imaturidade de Jung que, sentia preterido pelo mestre Freud em relação a outras amizades,reside uma das minhas mais cruciais dúvidas.

    Diz ele que apesar dos acontecimentos existenciais , ele escolheu se tornar o que foi.

    Sei não Maria Tereza eu sempre digo que, sou aquilo que me deixaram ser.

    Não acho que tenhamos esta liberdade absoluta de optarmos,independentemente,das pressões e contingências sociais a que somos submetidos.

    Aliás, esta frase do Jung é bem a cara do Freud, pois, para ele nós nunca teríamos que culpar a sociedade, as leis , os costumes, por atos por nós cometidos e era radical ao afirmar que nossos erros não deveriam ser debitados a ninguém , a não ser a nós mesmos.

    Freud então seguia a lógica da práxis da sua ciência a psicanálise que encontrava no inconsciente de cada um de nós as respostas para todos os nossos desajustamentos possíveis e que, a sua ciência era exatamente, para decodificar os mais subalternos instintos e suas pulsões que nos transformavam nisto ou naquilo..

    Então, só o indivíduo responderia isoladamente, pelas razões das suas condutas,independente da sociedade.

    Quando comecei a me interessar pela psicanálise isto era lei pétrea para mim,tal qual Jung explicita na frase, mas hoje, tenho certeza de que somos sim, absolutamente influenciados pela sociedade seus valores,hábitos e costumes ,desta forma a minha atual filosofia de que eu sou aquilo que me deixaram (e peço desculpas a Jung por confrontá-lo) não admitiria o fato de que nós somos inteiramente, aquilo pelo qual e de forma autóctone, optamos ser.

    Não é verdade!

    Agradeço sua generosa visita ao meu blog e sempre aprendo muito ao visitar os seus.

    Um abração carioca, neste "veranico" despropositado que está acontecendo por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Paulo, agradeço muito por ter falado sobre a frase de Carl Jung, assim aprendi o que não sabia, mesmo porque, não sou estudiosa do assunto, mas a partir do momento que decidi, optar por dar outro rumo à minha vida e não, simplesmente, me acomodar e deixar que a minha história de vida me sufocasse, eu escolhi ser o que na minha longínqua infância sonhava: ser feliz.
      Posso não ter exatamente tudo que planejei, mas tenho a liberdade de viver da forma como gosto. Como professora e assistente social, confiava no ser humano e achava que a sociedade e o meio poderiam adequar pessoas desajustadas, mas quando percebi que quem é do mal, jamais terá condições de se tornar um ser sociável, quis sair da armadilha, não me permitiram e adoeci. Se eu conhecesse essa frase antes, talvez tivesse tido chance de viver de outra forma.
      Mas, o que realmente me deu coragem para mudar a minha "sina", foi ter conhecido um Deus Maravilhoso, depois de quase 40 anos, que colocou uma psicóloga em meu caminho e ela, foi exatamente a peça chave da minha mudança, senão estaria internada em uma clínica para doentes mentais, interditada e o ex, gerindo a aposentadoria da incapaz: "Eu não sou o que aconteceu comigo. Eu sou o que escolhi me tornar."
      Confesso a você que não é fácil, a sociedade é a maior castradora, mas a fé é libertadora.
      Amo muito o seu lado sério, agora mais ainda. Agradeço, pois aprendo muito com você, desejo que seja muito abençoado, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  7. Oi, Teresinha!

    Passando por aqui, pra te falar k estive lendo, pesquisando alguma coisa sobre Ana Maria Braga. Eu desconhecia k ela era apresentadora de televisão e k tem 66 anos. Nossa! Não lhe dava mais de 30 anos.
    Amei os textos dela, e encontrei um sobre as características do homem, k está perfeito.

    Excelente e abençoada noite.

    Beijinhos com carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou admiradora da Ana Maria Braga, mulher de muita fé, linda, feminina, ousada, guerreira e muito inteligente.
      Amém, que seja sempre abençoada, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir