Com amor, todo sonho é possível

Um dia fico pronta

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
Á par disso, tenho em mim
todos os sonhos do mundo."
Fernando Pessoa


"Eleva tuas palavras, não a tua voz.
É a chuva que faz as flores crescerem, não o trovão."
"Os filhos são as âncoras que mantém as mães agarradas à vida."

"Amar a si próprio é o começo de um amor sem fim."
Oscar Wilde (1854-1900)

Um dia fico pronta,
será que receberei o diploma?
As lições vinham com pausa,
com hora de recreio e 
a avaliação final,
sempre ao final do ano.

Hoje,
com satélite,
elas são instantâneas,
os anjos terrestres,
vêm em seu socorro,
imediatamente,

- "Não fala, 
ajoelha e ora,
Ele te escuta,
pede a Deus."

Pra quem precisou
travar suas lutas,
sem nunca ter aliados,
não é fácil!!!"

Não dá 
para cruzar os braços,
e esperar no Senhor.
Ele já está tão ocupado,
cuidando dos estragos,
que eu mesma me fiz.

- "Mesmo assim,
espera no Senhor,
confia que Ele resolve
no seu tempo.
Pede."

Travei,
não sei pedir, 
o que faço?
Como pedir a Deus?
Se Ele foi sempre,
tão generoso comigo?

Se me deu filhos perfeitos!
Se me salvou da morte tantas vezes!
Que mais posso pedir,
se já me deu tudo!!!

Só posso agradecer a Deus, 
mas Senhor, 
me faça entender os recados que me mandas!!!
Maria Teresa

Fui abençoada com um coração meigosíssimo e, 
 em contrapartida, com um pavio bem curto.
Exatamente igual a um vidro:
Se me jogar no chão, eu quebro...
mas se me pisar, te corto.
Martha Medeiros

Abraços carinhosos

8 comentários:

  1. Amo Fernando Pessoa, esse texto então nem se fala, não sou nada, mas tenho em mim todos os sonhos do mundo... Sou plena!

    Tenho que aprender a elevar as mãos e não a voz... aprender as vezes doí. Amo Oscar Wilde, ele é um gênio cuja escrita me emociona sempre.

    O seu poema é lindo Maria Teresa e a frase da Martha Medeiros... adorei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Pandora, aprender dói e como dói!!!
      Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Mais uma vez um excelente texto e uma grande maneira de se meditar sobre as feridas da vida que infelizmente vão existir sempre!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Teresa, tens razão, estamos em constante recuperação, cada queda um novo aprendizado e assim vamos vivendo...
      Abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  3. Oi, Teresinha!
    Pensamentos mais que excelentes. Não sei dizer qual o melhor, não.
    Teu poema está tão lindo, reflexivo e de uma doação total! Que Deus, sempre, te ajude a compreender e aceitar o ruim da vida.
    A frase de Martha Medeiros, até corta, de tanta verdade e realismo.

    Boa semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe CÉU, estou aprendendo a me doar, suaviza a carga pesada, mas ainda não aprendi a me domar e a frase da Martha Medeiros é bem o que sou.
      Ainda tenho muito a aprender, sou arisca e cortante.
      Agradeço seu carinho, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  4. Oi, Teresinha!

    Paz, bem e luz para seu dia!
    Deveríamos TODOS frequentar a escola da tolerância, mas nós não somos perfeitos e a visa é um aperfeiçoamento constante. Vamos, diariamente, melhorando nossa "performance".
    Eu não sou como você, portanto, "cortante". Eu ignoro, simplesmente.

    Lindo dia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém CÉU, paz e amor sempre!
      Sempre ignorei,
      o que não me fazia bem,
      mas depois de se aproveitarem
      de minha bondade e,
      de roubarem os meus filhos,
      aprendi a me defender,
      da melhor forma possível,
      antes que acabassem
      de me tirar a vida.
      Mas, depois de concluir,
      que filhos não se compram,
      eles se vendem,
      nada mais tenho porque lutar.
      A Deus entrego,
      para que Ele faça a Justiça.
      Ninguém abandona mãe,
      mesmo que não preste.
      Cansei de lutar,
      agora quero viver!!!
      Agradeço seu carinho,
      abraços afetuosos
      Maria Teresa

      Excluir