Com amor, todo sonho é possível

O estupro!



O estupro é uma profanação bestial imperdoável...
"Quando se vê o quanto os 'homens maus' podem fazer de violência brutal às mulheres e à sociedade é que precisamos confiar e nos apoiar nos 'homens de bem' para mantermos
a sanidade e a sociabilidade..." Ricardo Batista



O "estupro" é um crime tão brutal,
que nada consegue limpar a alma,
da pessoa covardemente invadida!

Nada consegue tirar as marcas da violência carnal, 
sangrando a alma,
pela impotência da defesa,
pela agressão dos que se omitem e te culpam,
pelo escárnio dos parentes,
pelo desprezo dos próprios filhos.

Mil vezes a morte,
a ter que encarar tudo isso e,
e ainda ser motivo de zombaria da Justiça!

A nossa sociedade está doente,
em estado terminal!
 
Abraços carinhosos

8 comentários:

  1. Bom dia Maria Teresa.
    É chocante como os homens pode agir como animais. Fiquei triste esses dias pela barbaridade que 33 homens estuparam uma menina de 16 anos e depois ainda postaram ela inconsciente e eles zombando. Acho que se tivesse pena de morte para casos de estupro. Ocorreriam menos. Mas para quem foi estrupada. Por pior que seja esta viva deve ser uma Vitória. Com o acompanhamento certo muitas vezes ainda há recuperação e felicidade no futuro. Um abencoado final de semana. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Gratidão, Mirtes!
      Não sabemos exatamente o que aconteceu, mas que isso é uma aberração, ninguém pode negar. Porque se fossem decentes jamais se prestariam a fazer isso com uma menina.
      Hoje já não acho vitória ter sobrevivido ao estupro que sofri, sinceramente, preferia que tivessem me matado, como era a intenção. O homem mau fez justamente o que ia acabar comigo!
      E, ele saiu como herói para os filhos.
      Consegue entender porque minha vida agora é lutar para que outras mulheres não sejam tratadas dessa forma? Com uma Justiça machista e corrupta, o homem explora, tortura, estupra e mata e quem é culpada é a mulher. Imagina a Maria da Penha que está em cadeira de rodas, demorou 20 anos para que se fizesse justiça, quem fará justiça por mim ou por outra mulher em situação de risco.
      Estou com 67 anos fui ameaçada até por meus filhos se ele fosse preso, o que esperar da vida, depois de ter sido explorada, saqueada, difamada, estuprada e quase morta por pessoas por quem dava a minha vida?
      Estou viva porque Deus se apiedou de mim e me resgatou!
      Não há desgosto maior para uma mãe, do que constatar, que foi tudo planejado com o apoio dos filhos.
      Infelizmente, essa é a realidade!
      Abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Zombaria mesmo. Sempre procuram achar culpa da vítima que levou o 'doentio' a cometer tal coisa. Creio que quase todas as mulheres já passaram por situações de assédios, investidos e se comentam, denunciam, levam adiante, ainda são classificadas como "....", deu bola, levou o coitado do homem a agir assim...
    Conheço várias pessoas que me confidenciaram estupros familiares desde criança e que nunca puderam falar.
    É chocante para todas elas, ter que contar ao marido.
    Uma delas acabou ficando doente, demente, pois com o tempo, o marido passou a beber e jogar tudo na cara dela.
    Da minha idade, esta amiga anda conversando sozinha pelas ruas, não fala mais coisa com coisa e sequer me reconhece mais.
    Quantos casos Senhor!
    As infelizes investidas pelas quais passei, pois não dava confiança a nenhum deles, jogou-me no profundo buraco. Senti-me como a mais baixa prostituta que já se teve. Nenhum deles teve êxito em suas cantadas. E que Deus nos livre, pois é terrível!Que livre nossos filhos/filhas, pois Sodoma e Gomorra continuam atuantes. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, Marilene, com 11 anos, tive uma amiguinha de escola que me levou para a sua casa, ao ver o estado em que eu estava, o pai dela era juiz e disse, ela tem pai, o pátrio poder, não podemos fazer nada. Faziam 3 anos que minha mãe havia se enforcado, única saída que encontrou para se livrar do meu pai que a espancava e violentava e, por não ter saída voltei para minha casa e fui amante de meu pai por 2 anos, quando consegui dar um basta, mas como era menor de idade, precisei aguardar até os 18, quando peguei minha trouxa e saí.
      Pensei que faria uma família diferente e, quando as coisas não estavam de acordo, eu simplesmente terminava.
      Esse grudou em mim e não me dava sossego, por mais que tentasse terminar, não havia jeito, prometia mudar e por causa das crianças eu cedia.
      Eu surtei Marilene!
      Agora que todos já estavam encaminhados, como não mudava, eu procurei uma advogada entreguei os papéis, cheguei em casa e disse: Já entrei com o pedido de divórcio, estamos separados de corpos, não me toques mais. Como não conseguiu me matar para ficar com pensão por morte e a casa, se uniu aos filhos e 1 deles lhe perguntou: o que mais ela teme e ele respondeu: o estupro!
      Ah, esse filho lhe disse: - Então, estupra!
      E, foi o que aconteceu, quando ele contrariou os filhos, me trazendo de volta pra cá para me matar.
      Passei apuros aqui, mas a advogada me mandou ficar.
      Até que criei coragem e pedi para ele sair, ele chamou aquele filho que trouxe os outros com as mulheres.
      Chegando aqui, esse filho falou - "Quem mandou trazer "esta mulher" pra cá, agora quem sai é você!"
      Não consigo esquecer a voz do meu filho me chamando "esta mulher", me atingiu em cheio no coração. Ele achava que eu não ia ficar nem uma noite aqui, do jeito que era medrosa, não sei como não enlouqueci, Deus com sua infinita misericórdia tem me resguardado, mas hoje não consigo mais encarar meus filhos, depois de tudo que fizeram, as mentiras que espalharam, dizendo que eu os explorei, que eu era conivente com tudo o que ele fazia, e muito mais coisas escabrosas. Apareceram depois com a cara mais lavada, nem para se desculpar, abobalhados alegam estar desmemoriados, tentaram me embebedar para plantar provas para o pai.
      Cansei de ser feita de tonta por eles, se quiserem me matar, que matem, mas não dá para sorrir para quem quer te apunhalar pelas costas.
      Meus filhos como todos dizem, são excelentes, quem não presta sou eu, quero mesmo que me processem, como me ameaçam, será a vitória da Justiça, a estuprada vai para a cadeia, quem sabe se lá estarei mais segura.
      Sim, Sodoma e Gomorra esta aqui!
      Feliz e abençoado domingo, abraços carinhosos

      Excluir
  3. Oi Maria Teresa!É simplesmente horrivel e deprimente o que aconteceu com esta menina.Estupros acontecem todos os dias e ficam por isso mesmo,as vitimas com tanta vergonha e medo,nem chegam a denunciar o criminoso perverso. Temos que mudar a mentalidade machista desta sociedade que vivemos.Temos que punir quem faz este tipo de coisa.Se houver punição,eles vão pensar duas vezes antes de tentar.Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ane, por mais que tentem culpar a menina, não é admissível não punir esses homens, se ela está doente, que seja tratada, mas quem se aproveitou, deve responder por esse crime hediondo.
      A vergonha e o medo constrange as pessoas, mas é preciso que a Justiça aja com os rigores da Lei, senão vão acabar por dizimar todas as mulheres, porque quem é invadida contra sua vontade, morre por dentro é a pior forma de agressão.
      Só quem passa por essa situação, pode aquilatar o estrago que o estupro faz à mulher, que mundo é este que não respeita a mãe, a filha? Será que somos verdadeiramente humanos?
      Ou será que para a Justiça nós somos vermes desprezíveis que merecemos ser exterminadas?
      Ao machão todos os direitos e benefícios, à mulher a morte!
      Enquanto os machões forem privilegiados pela Lei com a impunidade, se sentirão no direito de possessão da mulher!
      Luto para que haja Justiça, pelo respeito ao direito de vida da Mulher!
      Sei que a maioria jamais vai aderir a essa luta, mas precisamos pensar no próximo, no que posso fazer para que a outra pessoa não sofra o que nós já sentimos na pele. Não posso me omitir de falar que existem DP's de mentalidade retrógrada, que estão favorecendo o homem e zombando da mulher que denuncia, invertendo os papéis, quem é punida é a "estuprada", ela "merecia", aí, não encaminham os laudos periciais do IML e os BO's de denúncia ao Ministério Público.
      Quem deveria nos defender e proteger, nos coloca na jaula do leão machão, de mão beijada, para que sejamos executadas.
      Assim funciona a nossa Justiça, como uma mulher vai denunciar?
      Se não pode confiar?
      Com isso, o feminicídio está livre!
      Gratidão, Ane, feliz e abençoado final de semana...
      Abraços carinhosos
      Maria Teresa


      Excluir
  4. oi amiga concordo em tudo crime é crime e é isso que estrupo é em qualquer idade, sexo ou circunstância, desde feito a uma pessoa recatada ou a uma prostituta, é crime e ponto final, mas como disse no seu post nossa sociedade esta doente, só podemos orar e nunca nos calar-mos.
    Beijokas amiga bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Claudia, estupro é crime e deve ser punido.
      Estão banalizando a vida e a dignidade da mulher, não somos nada para a Justiça!
      Precisamos orar muito e denunciar, para que se faça Justiça!
      Feliz e abençoada semana, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir