Com amor, todo sonho é possível

Chega!

Ocaso em 07/07/2016 - às 17:16
 
 Chega!

Resolvi dar um basta!
Cansei do joguinho!

Cansei de ser roubada,
manipulada,
acusada,
difamada,
humilhada,
agredida,
ameaçada e 
rejeitada pelos filhos...

Já foram longe demais,
cometeram crimes hediondos contra a mãe,
para beneficiar o pai.

"Se preciso for, matam a mãe para não sujar
o nome "precioso" do canalha do pai."

Cansei de bancar a boazinha,
que sempre acolhe e lambe a cria...

Quando os malandrinhos souberam que a mãe
conseguiu abrir um processo contra o pai,
se aproximaram com presentinhos,
fazendo carinha de choro, coitadinhos,
desmemoriados, abobalhados,
alegando serem capazes de tudo,
para defender a família,
tentando forjar provas para beneficiar o pai.
 
Não ameaço a vossa família, nem pretendo processá-los,
muito pelo contrário,
sempre apoiei e aceitei as escolhas que fizeram,
portanto,
não é a mim que devem ameaçar e
não é comigo que devem se preocupar.

Desconheço os acordos, os conchavos,
nem sei das manobras desonestas
que fizeram para destruir a mãe.

Se ainda não aprenderam, vou lhes ensinar,
o que sempre tentei lhes passar:
"Família se alicerça em base sólida de amor,
verdade, integridade, ética e respeito,
não em cima de mentiras, golpes e crimes!

O que formaram não é família,
é uma quadrilha que se juntou
para eliminar a mãe!

Filhos sem um pingo de consideração e respeito,
que se aproveitaram das dores e traumas da  mãe para a agredir,
fragilizar seu emocional e levá-la à morte...

Como vendilhões que são,
expulso a todos do meu Templo,
não os quero aqui,
enquanto não se retratarem e se mostrarem
verdadeiramente arrependidos
pelos crimes praticados contra a mãe,
recolhendo as ofensas e infâmias
espalhadas com o propósito de a desmoralizar.

Agradeço, quero-vos bem...
Quero-vos bem longe de mim e do meu lar,
me dou o direito de manter e preservar,
apenas as doces lembranças dos filhos honestos e íntegros,
que nasceram de mim,
não permito que maculem os sentimentos cuidadosamente guardados!

Não os reconheço mais,
aquilo que hoje são,
ofereçam ao vosso honroso pai!
Vocês se merecem...
Respeito se dá a quem merece!!!

Luto e continuarei lutando, pelo fim da violência doméstica!

Luto e continuarei lutando, pelo fim da impunidade dos machões que exploram,
escravizam, difamam, humilham, agridem, torturam, violentam,
ameaçam, estupram e matam mulheres!

Luto e continuarei lutando,
para que os agressores de mulheres sejam punidos com os rigores da Lei!

Luto por Justiça!

Quem te tira a alegria de viver;
Quem te corrompe;
Quem te chantageia e ameaça,
não merece tuas lágrimas!

Liberte-se!

Denuncie!

VALENTE é quem luta
contra seus próprios instintos e
não se corrompe!

Respeito se tem, por quem merece!


"Violência contra a Mulher é crime. Denuncie."

"Um dos maiores prazeres da Vida
é fazer o que os outros dizem que você não é capaz."
(Ana Maria Braga 29/04/2016)

Viver é assim,
se não tiver talento,
esforce-se!
Maria Teresa


"Violência contra a Mulher é crime. Denuncie."

 Agradeço pela minha Vida, que o Senhor resgatou e restaurou!

Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!

Abraços carinhosos

20 comentários:

  1. Amiga Maria Teresa, mais e mais se vê mulheres sendo maltratadas, desrespeitadas e mortas, casos esse que na m[idia estão sempre!
    Concordo contigo, se filhos estão do lado do pai carrasco de mulheres, têm mesmo que serem banidos das vidas de suas mães!
    A vida só faz sentido quando podemos nos impor, nos fazer respeitar, do contrário não!
    Tive a sorte, minha mãe também, todas as mulheres de minha família, que tiveram e têm bons companheiros, ainda bem, do contrário eu denunciaria!
    Abraços linda amiga, siga com sua decisão, seja feliz, mereces!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ivone, gratidão!
      Verdade, quando as mulheres se dão conta que casaram com parasitas agressivos e tentam se divorciar, tornou-se habitual torturar e matar a mulher, já que sabem que sairão impunes desses crimes.
      Mas, graças a Deus, algumas estão criando coragem para denunciar, antes que esses infames cumpram as ameaças, matando para delas se livrar.
      Dei muita chance para esses filhos se retratarem, como estou jurada de morte, não posso mais esconder.
      Normalmente as mulheres têm educação esmerada de berço, sabem escolher bem seus parceiros e, assim perpetuam a família no caminho do amor e respeito.
      Felizes dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Eu sinto muito, muito mesmo. As famílias não deveriam ser assim, as pessoas deveriam amar e apoiar umas às outras. Se existe mesmo essa coisa de carma, acho que vocês todos tem muito o que aprender a se relacionarem melhor. Espero de coração que tudo se resolva e você fique bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ana, gratidão!
      Infelizmente, quando um predador entra numa família, é com a intenção de se dar bem. Não sei se é carma Ana, só sei que cansei de ficar calada, enquanto eles estão agindo.
      Vi minha mãe morrer calada, para depois de 50 anos ouvir que ela foi usada e levada a se matar, já não podia fazer mais nada.
      Aqui foi diferente, os filhos se uniram ao pai para me matar...
      Estou conseguindo publicar e isso me alivia, pior quando fica entalado na garganta nos sufocando.
      Hoje não tenho mais medo da morte, se quiserem me matar, que o façam, mas por esse enorme desgosto eu não vou me suicidar.
      Tenha uma excelente sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  3. Olá Maria
    Eu nunca soube e nem testemunhei nada parecido com a história,
    vejo sempre o contrário acontecendo, mães amarguradas pelo
    marido jogando os filhos contra o pai e muitas vezes conseguem.
    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, gratidão!
      Eu também não, Simone, com meus 67 anos, nunca havia visto tamanha perversidade praticada pelos filhos.
      Grande parte da culpa foi minha, com medo de que esse pai pudesse fazer alguma coisa contra meus filhos, eu cedia às chantagens que os filhos me faziam, para deixá-lo retornar.
      Sempre me torturou e manipulou e, se alguém intervinha, alegava minha demência.
      Com o pavor que tinha desse monstro, procurava não falar para os filhos, com medo da reação deles, não fomentei a discórdia, muito pelo contrário, procurava apaziguar.
      E, quando algum filho tentava me ajudar ele falava que o filho era meu amante. Só Deus mesmo para não me fazer pirar.
      Excelente sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
    2. Parabéns por se erguer e não deixar que te molestem mais a alma. Problemas familiares todos temos, uns maiores, outros menores, mas a dor de mãe é igual. Não pensem os filhos que é diferente, pois não é. Se eles quisessem a paz, já a teria conquistado. Siga avante Teresa!

      Excluir
    3. Gratidão, Marilene!
      Penso igual, já tiveram tempo demais para refletirem, se optaram por mentir, a colheita será deles.
      Não os criei para serem desonestos, se optaram por esse caminho, cedo ou tarde farão a colheita.
      Abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  4. Boa noite, querida Teresa!
    Que DEUS ajude vc a resolver todos seus problemas!
    Escrever ajuda a dissipar dores da alma...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!
      Boa noite, querida amiga Roselia, gratidão!
      Tem razão, Roselia, escrever nos ajuda a aliviar essas dores tão intensas. É uma forma de nos limpar da sujeira que nos jogaram.
      Feliz e abençoada sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  5. Que triste isso, Maria! Torço para que seus filhos tomem a consciência da injustiça que vêm cometendo... E não desistamos dessa luta, ela é sua, é nossa, por todas nós...

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Silvia Cristina, gratidão!
      Também espero que eles tomem juízo...
      Não, Silvia, desistir jamais, quem passa pelo que nós passamos, não pode virar as costas para as mulheres que ainda se encontram em situação de risco.
      E, pelo que a gente está vendo, não são poucas, ainda bem que estão criando coragem para denunciar.
      Que Deus nos abençoe e proteja!
      Feliz sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  6. Boa noite Maria Teresa.
    Deus tudo ver. Nada ficará encoberto. Você é uma guerreira. Continue orado e lutando pela sua felicidade. Ore pelo seus filhos também para que eles enxergue como você é de verdade e por todo o sofrimento que vem passando. Perdoar não é aceitar atitudes destruitivas. Mas faz você seguir a sua vida. Deixando isso tudo no passado. Você fez a pior parte, se libertou, agora chegou a hora de viver a sua liberdade. Nem quero imaginar o qual do seu sofrimento, diante dessa situação. Jesus te ama. Torço por você é sua felicidade. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Mirtes, gratidão!
      Sabe, minha querida amiga, perdoar, perdoei, os recebi, com muita alegria, apenas falei que se vieram em paz, eu os recebo, mas nada quero saber do pai de vocês e peço para não levarem nada de mim pra ele.
      Começaram a falar, questionando, omitindo e mentindo sobre os fatos, para me confundir, como tentaram forjar provas para levar para o pai. Como percebi e publiquei, eles me difamaram na rede social, além de mentir que eu tinha caso com meu filho e que haviam tirado cópia de minhas postagens para me processar.
      Estou fazendo um favor pra eles, assim terão as provas que precisam, se falar a verdade me condena, espalho a verdade dos fatos, assim farão o que me ameaçam...
      Já teria deixado no passado, mas eles estão tão atolados de culpa, que estão tentando de tudo para me prejudicar (a mando do pai), achando que por serem filhos, eu vou ficar quieta!
      Justamente por serem filhos é que não posso me calar, eles vão ter que aprender a serem íntegros, honestos e a respeitarem a mãe, senão irão fazer isso com as mulheres. Eles nasceram de mim, fiz de tudo para dar-lhes uma boa formação, dessa forma têm que aprender a mais dura lição de um homem, respeitar a mãe que o gerou.
      Feliz domingo, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
    2. Será que entendi bem? Ter acusam de incesto com outro filho? Se é verdade, que denunciem, não?

      Excluir
    3. Sim, Marilene, essa era a tática usada pelo pai, toda vez que algum filho tentava me defender.
      E, a mulher desse filho que ele acusou de incesto, colocou na cabeça de meu neto que eu sou louca e bruxa, o menino tem medo de mim. Para ajudar o sogro a se dar bem, me mandou embora da minha casa, me chamando de louca, que merecia mesmo um par de cornos bem grandes na cabeça. Perguntou ao sogro o que eu mais temia e mandou ele fazer: "Estupra". Assim ele fez, com a ajuda dos outros que foram comprados para nada falarem.
      Esse meu filho, para não brigar com a ex-mulher, que queria que ele reagisse, que eu ofereci a imobiliária e não aceitou, por não conseguir se libertar do jugo do pai, permitiu que a mulher fosse embora com o filho que muito amava e que criou com muito carinho.
      Perdido, o meu filho se apegou a um bandido, por mais que eu o alertasse que a pessoa não prestava, ele dizia que o bandido sim, dava a atenção que nunca teve do pai, que o bandido era o pai que nunca teve. Imagina a minha dor, quando esse filho partiu, para depois ter que se esconder, quando descobriu a fria que entrou.
      Voltou 3 anos depois e o pai não o queria aqui, por mais que o apoiasse, ele não teve peito para encarar o pai.
      Agora, o pai está chantageando os filhos, porque todos foram cúmplices para que ele se livrasse de mim, inclusive arrumaram uma psicóloga para rasurar meu cadastro, colocando o telefone da clínica que a mulher ex-drogada fazia tratamento, assim forjariam o suicídio.
      Tudo com requinte de crueldade e perversidade, Marilene!
      Como comecei a publicar, essa nora tomou as dores do sogro e fez comentários no blog, exigiu que eu publicasse.

      Excluir
    4. Como não publiquei, colocou no face, que tentou me ajudar, mas que eu voltei, mas não disse que o sogro inventou que esse filho era meu amante e telefonava para o filho dizendo que não era mais pai dele. Disse que ganharam muito dinheiro, que os filhos eram explorados e eu era conivente com o pai deles. Que eu corria atrás do sogro, que eu falei pra ela que era louca por sexo e ele me atendia, por isso eu deixava ele voltar.

      Excluir
    5. Como um filho, tentou me defender, ela publicou, que eu disse que esse filho abusou de mim.
      A outra nora, veio através das mensagens do face, dizer que não fui mãe, que ela sim era mulher, pois aos 19 anos, com 2 filhos, colocou o ex marido pra fora e ele nunca mais voltou... que eu era preconceituosa, que não fiz nenhum casaquinho para o filho dela e que agora estava processando eles por tal valor e falou o valor exato da ação que movi contra o sogro.
      Meus filhos sempre foram do bem, agora estão desmemoriados e abobalhados. E, só repetem que amam muito a família, que fazem tudo pela família.
      O pai os tem na mão, qualquer coisa que falem ou se me ajudarem ele as denuncia por serem cúmplices nos crimes que cometeu.
      Eles abobalhados para defenderem a família, mentem e omitem os fatos, repetindo sem parar: "Eu amo a minha família."
      Estão todos amarrados ao pai.

      Excluir
  7. É muito difícil ter que engolir filhos ingratos. Certamente choraria dia e noite pelos filhos, agora crescidos, não mais amando meus afagos. Contudo, acredito, que uma mãe não é obrigada a amar filhos desobedientes. Devem sim perdoá-los, entregá-los nas mãos de Deus e procurar sustentação no Mesmo. Que triste história veio a relatar. Logo, caríssima amiga, os filhos aprenderam a violência com o pai e as alimenta. Todo homem que grita com mulheres, destratam, violentam, acabam com a sua autoestima, no fundo, tem desejos sexuais incontidos ou são mesmo portadores de graves quadros psiquiátricos. Esse modismo de fantasias de sexo, não leva a pessoa a lugar nenhum. Com o tempo, com a idade, já não mais satisfaz, além de levar à anti sala da violência contra as mulheres e de mulheres também contra homens, embora o índice seja menor.
    O ideal e para o bem de toda mulher agredida e desamparada pelos filhos ainda continua sendo desprezar suas ações de todo o coração. Amor não é obrigação de mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marilene, poderia deixar pra lá e viver a minha vida sem me importar, mas não quero que meus filhos, mais tarde, venham a lamentar o que estão fazendo contra a mãe e, seja tarde demais.
      Todos foram criados com muito carinho, não fiz mais porque não podia, os que me deram muito trabalho, ofereci a Deus e Ele os recebeu.
      Todos foram sempre bons filhos, tentei me libertar desse homem, todos sabiam que ele não prestava, mas sempre que o punha na rua, ele corria para cobrar o nome que deu aos filhos e a atenção que nunca lhes dedicou.
      Enquanto estive casada, procurei fazer meu papel de mulher para não ter desculpa e me cobrar. Alegava que eu ia ter que aguentar até o fim, que casamento era pra sempre.
      Amor pode não ser obrigação de mãe, mas amo demais os meus filhos e acredito que são todos meninos do bem, não aceito que tenham sido corrompidos, não aceito perdê-los para o mal.
      Oro e peço muito a Deus que toque o coração dos meus filhos, assim como me libertou e salvou do inferno em que eu vivia.
      Gratidão, amiga Marilene, Deus a abençoe e proteja, feliz semana.
      Abraços carinhosos

      Excluir