Com amor, todo sonho é possível

Mau comportamento...

Hoje, às 13:06 horas, com neblina, sem sol!

  Boa Tarde, tudo bem?

Nós estamos bem, na Graça de Deus!

Hoje, o tempo amanheceu assim, fechado, com cara de chuva...

Como o tempo, estamos sujeita a alterações de humor,

a mudanças de rumo, quando percebemos que a estrada em que estamos,

 não nos levará a lugar algum.

Quando há dúvida, o melhor é o diálogo, para se chegar ao consenso.

Quando não há diálogo e não se tem liberdade de escolha,

quando um deles opta pela insistência 

na permanência dentro da família, numa união fracassada e, 

nada faz para melhorar ou  mudar os hábitos inadequados,

com toda a certeza, refletirá no mau comportamento dos filhos.

A criança é uma antena sintonizada nos pais. (Veja aqui)   

Vi o texto abaixo, na página de Romeu Oliveira e, achei importante trazer,

para que possamos refletir sobre nosso comportamento,

muitas vezes é melhor criar os filhos sozinha, do que ter uma companhia inadequada e

fazer uso de práticas parentais coercitivas.

Mau comportamento é fruto da educação dada pelos pais desde o berço, segundo uma investigação 

As práticas educativas parentais desde o nascimento  dos filhos são responsáveis, em noventa por cento dos casos, por comportamentos  inadequados como o bullying e a indisciplina escolar, defende em livro o  investigador e psicólogo Luís Maia. 
E Tudo começa no Berço, é o título do livro a ser lançado na segunda-feira,  no qual o autor defende que é desde o nascimento da criança que se desenvolvem  grande parte das suas características, positivas ou negativas. “Perdoem-me pais, mas a culpa de muitos de nós não termos controlo sobre  o comportamento dos nossos filhos, estou convencido, não é dos filhos, nem  da sociedade: é nossa”, escreve o autor alertando para a necessidade de  os pais estarem mais presentes na vida dos filhos.
Partindo de exemplos práticos, Luís Maia pretende demonstrar como a  desresponsabilização dos membros familiares e educadores próximos das crianças  e adolescentes apenas contribui para a acomodação a uma sociedade desumanizada.
Então haverá ou não uma relação entre o comportamento das crianças e  a forma como são educadas desde bebes? Na opinião do psicólogo, baseada  em 20 anos de prática clínica, essa relação é bem evidente e manifesta-se  em 90 por cento dos casos. “Na minha opinião cerca de 90% da responsabilidade do comportamento  inadequado das crianças e adolescentes está sediado nas práticas educativas  nos primeiros dias e anos da criança”, disse em declarações à Lusa, adiantando  que na maioria dos casos são os pais que precisam de ajuda para se reorientarem  na educação dos seus filhos.
Luís Maia explica que nos milhares de casos que já atendeu, quando começa  a investigar as causas dos comportamentos inadequados das crianças quer  sejam de indisciplina escolar, de violência contra os pares ou de outras  atitudes antissociais, na maioria das vezes os pais foram orientados percebendo  que eram as suas práticas educativas que deveriam ser alteradas.
A má prática educativa, explicou, ocorre em todas classes socioeconômicas  e mesmo em ambientes familiares normais quando por exemplo os pais se desautorizam  em frente à criança, quando quebram rotinas ou quando delegam competências.
A sociedade, defende o autor em declarações à agência Lusa, desaprendeu  a arte de educar os filhos e a comportarem-se em sociedade, delegando nas  estruturas essa responsabilidade. Uma aposta que considera errada.
A educação desde o nascimento, diz, determina efetivamente o percurso  de uma criança, porque “tudo começa no berço” à exceção de uma pequena minoria  em que há de facto problemas no desenvolvimento ou distúrbios psicopatológicos.
O livro é baseado em vivências e casos reais, fruto da experiência do  autor no acompanhamento de jovens e famílias.
Trata-se de um guia com informações dedicadas à boa aplicação da prática  educativa, para pais, educadores, cuidadores, educadores de infância, professores  dos mais variados níveis de ensino, psicopedagogos, psicólogos, técnicos  de saúde mental, entre outros.
Fonte indicada: SIC Notícias

"Um dos maiores prazeres da Vida
é fazer o que os outros dizem que você não é capaz."
(Ana Maria Braga 29/04/2016)

Viver é assim,
se não tiver talento,
esforce-se!
Maria Teresa


Agradeço pela minha Vida, que o Senhor resgatou e restaurou!

Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!

Abraços carinhosos

4 comentários:

  1. Amiga Maria Teresa, também concordo com o Psicólogo que escreveu o livro.
    Tudo começa em casa, quando as crianças desde o berço e até mesmo ainda no ventre materno, percebem as energias negativas de ações entre adultos, os exemplos ruins então, nem se fala, pois não adianta orientar se os bons exemplos não são dados!
    Acho que deveria ter um curso para preparar as pessoas para serem pais!
    Muito ler aqui, sempre se há o que refletir!
    Abraços apertados linda amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ivone, gratidão!
      Concordo plenamente, todos que desejassem ter filhos, deveriam passar por uma preparação...
      Feliz semana, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Olá, querida Teresinha!

    Um ocaso diferente, pke estava neblina e não havia sol.

    Sem dúvida alguma. A escola instrui, os pais, educam.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, CÉU, gratidão!
    Tenha uma excelente semana, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir