Com amor, todo sonho é possível

Me ausentei de mim...

Não há como não se achar,
em meio a tanta beleza.
Escondido, desde cedo,
veio me cumprimentar,
com toda sua exuberância!
Ocaso, às 17:34 horas!

Me ausentei de mim!
 
Vivi por anos ausente de mim,
ausente de meus gostos, vontades,
ausente de meus desejos...
Entre dissabores e pavores,
sobrevivi aos horrores de estar presa!
Usaram e abusaram de meu corpo,
sem ter a minha presença,
onde apenas o medo me mantinha,
 o pavor me envolvia e ausente me fazia,
diante daquela hipocrisia!

Estranhava e reclamava
que nunca o procurava...
 Como procurar, 
se de tão maltratada,
de mim me ausentava?
Somente ausente de mim,
suportava aquela frieza,
aguentava os danos da malvadeza, 
que insistia, com rudeza,
que meu corpo ali permanecesse!

Quantas vezes questionei,
pois não acreditava que me sujeitava,
a viver o que jamais cogitei,
só agora percebo, que de mim me ausentei,
por muitos e muitos anos!

Foram longos anos amargando
o fel do desamor, 
envenenando minhas entranhas,
que, com ironia ele me perguntava:
-"Não vai se desesperar?"

 Não, não há como se desesperar,
apenas queria que achasse
um par para sua desventura.
Não, não há desespero,
já que nem saudade deixou!

E, desde então, 
consegui me achar e, pra mim voltar!
Para me amar, me valorizar,
 viver em paz,
na Paz do Nosso Senhor!
Maria Teresa

Corpo e presença

Se eu não tiver o "coração" para nada me servirá o corpo! 
Se eu não tiver do outro o desejo, a vontade, a escolha de permanecer, o resto não terá significado (De que adianta ter o corpo se não tiver a presença?)

É como manter um passarinho preso. Nós o alimentamos e tiramos a sua sujeira, mas sabemos que não podemos deixar a gaiola aberta, porque ele não está ali por escolha. Negaram-lhe a escolha. E ainda achamos que ele canta! Ele chora... 

Assim acontece com quem não está com o "coração". Tenho
o seu corpo mas não o seu desejo ou a vontade de permanecer. Pode até estar ao lado, mas não está presente.
O egoísmo é tão grande (eu só me importo com o que eu sinto) que me contento apenas com o corpo e não com aquilo que realmente importa: a "presença": o pensamento, o encanto, a alegria, o brilhar dos olhos, a respiração ofegante, a saudade da minha companhia, a vontade de sentir o meu cheiro, de tocar a minha pele e se confortar com o meu abraço. 
Se não for assim, não existe sentido e se eu me conformar somente com o corpo é como me deitar ao lado de um cadáver. 

Por Romeu Oliveira 


Outro texto especial, na página de

Psicologias do Brasil

Não se sinta mal por ser verdadeiro


Por Marcel Camargo
Não se sinta mal por ser verdadeiro, por dizer o que pensa, por mostrar-se insatisfeito, decepcionado, por ser quem você de fato é, por falar não. Não se sinta mal por ter que se ausentar, por ter que se afastar, por ter que partir para outra, por se resguardar de tudo o que machuca e fere.
Uma das regras básicas da convivência é a tolerância e o respeito para com o outro, o entendimento de que nem todos pensarão como nós ou concordarão com tudo o que dissermos ou fizermos. Evitar discussões e conflitos nos ajuda a manter o equilíbrio necessário para vivermos em paz, porém, isso não significa, de forma alguma, que deveremos sempre nos calar e guardar aquilo que pensamos, ou adoeceremos em pouco tempo.
De certa forma, os conflitos são necessários em todo tipo de relacionamento, uma vez que eles aparam as arestas espinhosas, tornando o convívio mais transparente e certeiro. Tudo aquilo que engolirmos com contrariedade, externando um sentimento que não corresponde ao que de fato pensamos, ficará acumulado aqui dentro, fazendo mal, incomodando. Com isso, uma hora ou outra tudo terá que sair, e da pior forma possível.
Uma das maneiras de evitarmos esses estouros que acabam nos levando a falar mais do que deveríamos, a atingir quem não merecia, a tomarmos atitudes inadequadas em lugares impróprios, é manter a firmeza durante todos os dias, agindo de maneira mais fidedigna possível ao que temos dentro de nós. Nem sempre será possível, nem sempre conseguiremos, mas é preciso tentar.
Não se sinta mal por dizer o que pensa, por mostrar-se insatisfeito, decepcionado, por falar o que lhe desagrada e precisa ser mudado. Não se sinta mal por amar com intensidade, por ser quem você de fato é, por mostrar contrariedade, por falar não. Não se sinta mal por ter que se ausentar, por ter que se afastar, por ter que partir para outra. Não se sinta mal por se resguardar de tudo o que machuca e fere.
O mundo está demasiadamente atrelado às aparências e à futilidade nas posses e nos interesses que balizam as relações entre as pessoas, ou seja, o diferencial humano que nos resguardará do esvaziamento de nossa essência sempre será a verdade que carregamos, a transparência de nossas ações.
 Jamais se perde por ser verdadeiro, pois é assim que manteremos junto quem nos ama sem frescura, sem senão.
TEXTO ORIGINAL DE A MENTE É MARAVILHOSA

Ler mais: http://www.psicologiasdobrasil.com.br/nao-se-sinta-mal-por-ser-verdadeiro/#ixzz4JaIrlYOq

Ocaso, hoje, às 17:42 horas.

"Um dos maiores prazeres da Vida
é fazer o que os outros dizem que você não é capaz."
(Ana Maria Braga 29/04/2016)

Viver é assim,
se não tiver talento,
esforce-se!
Maria Teresa


Agradeço pela minha Vida, que o Senhor resgatou e restaurou!

Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!

Abraços carinhosos

16 comentários:

  1. OI MARIA TERESA!
    TER DE AUSENTAR-SE DO PRÓPRIO EU EM RAZÃO DE OUTREM É A MAIOR DAS VIOLAÇÕES.
    MUITO BONS OS TEXTOS QUE DIVIDISTE CONOSCO, VALEU MUITO LÊ-LOS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Zilani, gratidão!
      Somos sumariamente mutiladas...
      Felizes dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Lindo poema, bem escrito, nos faz ver o que é estar com pessoas que não sabem amar!
    Infelizmente há muitos casais nessa situação, a mulher sendo submissa, sofrendo e sem coragem de deixar essa vida, ainda bem que tivestes força e se libertou!
    Os textos abaixo também são de boa reflexão!
    Viver a vida, mas viver de verdade, eis o que vale estar por aqui!
    Abraços linda amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ivone, gratidão!
      Como tens razão, amiga: "Viver a Vida, de verdade, é o que vale!"
      Felizes dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  3. Respostas
    1. Boa noite, Sandra, gratidão!
      Feliz final de semana, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  4. Que lindo!
    E uma ótima reflexão! Me fez pensar realmente, o que quero da vida!
    Muitas vezes vivemos sonhos, mas, de outras pessoas, e nem sempre é o que realmente queremos. Mas, como tu disse, as vezes percebemos, muitos anos depois!

    Mas, agora é viver a tua vida com o teu gosto!!

    beijinhooos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Alana, gratidão!
      É preciso refletir muito, sobre o que realmente queremos e nos posicionar, não podemos viver o que os outros querem...
      O pior é que sabia, que aquilo não queria, mas achava que ele poderia mudar, como prometia, mas que nunca acontecia!
      Me ausentar foi a única solução.
      Sim, hoje, posso me fazer presente e viver a minha vida, da forma que gosto! É um prazer que não tem preço...
      Feliz domingo, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  5. A ausência de si mesmo; é algo complicado...
    O que não dá é para viver em função de outrem.
    Boa semana.
    janicce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Janicce, gratidão!
      Muito complicado, amiga, mas não tive outra saída.
      A pessoa grudou de tal forma, que para viver, me ausentei!
      Feliz domingo, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  6. Embalei minha atenção nesta bela e real poesia. Parabéns caríssima Teresa. Quanta verdade em versos e sem o sensualismo barato entre casai! Parabéns também ao Romeu Oliveira. Que beleza de meditação e dissertação, fechando com Marcel Camargo.
    Amei!
    Amo a realidade!
    Sonho o suficiente, o necessário, para que não aconteça nenhuma desilusão.
    Falar de amor é fácil e muito difícil.
    Muitas vezes impossível.
    Falar de relacionamento, em sua maioria corremos procurando algo em que nos agarrar para soltar uma palavra favorável acerca da união.
    Viver assim é um suplício que não desejo a ninguém e nunca quero passar.
    Embora, todos nós temos as divergências.
    Receba o meu carinho abraço desde esta terra quente das Minas das Gerais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Marilene, gratidão!
      A realidade nem sempre é o sonho que imaginamos, às vezes é decepcionante e cruel.
      Por ter vivido esse tormento, posso afirmar que não desejo a ninguém um relacionamento forçado. Só poderemos ser felizes se estivermos presentes por inteiro...
      Adaptar-se faz parte da vida do casal, mas quando não aceitamos o que conhecemos, existe o divórcio e, ninguém pode nos negar, muito menos nos ameaçar ou tentar matar.
      Feliz e abençoado domingo, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  7. Lindo poema Maria Teresa! Muito profundo... Parabéns querida amiga !!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Romeu, gratidão!
      Felizes dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  8. Olá, querida amiga!

    Olha que três, é caso para dizer!

    Mais um belo ocaso, um poema, que é a sua cara e a sua triste e verídica ex vivência, um magnífico texto de Romeu Oliveira, k nos diz, podem estar junto a nós, portanto, em corpo, mas falta a alma, a presença e outro, não menos valioso, de Marcel Camargo. A verdade sempre vence. O importante, em tudo isso, é tb a mente.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, minha doce e linda amiga, CÉU, gratidão!
      Acredito e espero que a verdade vença!
      Deposito em Deus a minha esperança!
      Felizes e abençoados dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir