Com amor, todo sonho é possível

Para Viver Um Grande Amor!


Boa noite, como está?
Estamos bem,
com novos posts
"Dos gostos de Ana Lúcia",
nossa linda colaboradora...

“Cuidado com os olhares de quem não sabe te amar. 
Eles costumam lhe fazer esquecer que você vale a pena!”
(Fábio de Melo)

Para Viver Um Grande Amor
Vinicius de Moraes
Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.
Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde enclausure a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.
Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vaidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.
Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.
Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.
É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...
Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strognoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?
Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.
É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.
Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva escura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.
Fiquem com Deus...Mil beijos 😘😘😘
Uma vez me disseram que sou forte, e parei pra pensar quando foi que eu decidi que ia ser assim. Nem reparei o momento em que blindei meu coração e determinei que certas coisas não o atingiriam mais, só sei que o fiz. E já passei por situações tão terríveis que quis morrer, mas suportei, me concentrando na ideia de que a dor sempre passa. E embora leve essa força aqui, a fragilidade a acompanha. Sou forte, mas choro. Não preciso esconder o que sinto, embora pareça mais seguro. Porque eu penso que a gente deve tentar, deve ir. Quem não vai não sente, não vive. Decidi: forte é quem não se esconde. Quem encara. Se já quebrei a cara por isso? Várias vezes. Mas acredito. Sempre! Não uma Fé cega, mas Esperançosa. Porque dentro de mim há sempre aquela mania de acreditar
 que todo mundo tem um lado bom. 
“Tem que ter algo bom,
 essa pessoa não pode ser essa merda toda”. 
Pode parecer loucura, mas eu penso com o coração. 
E coração não pensa.
 Quando vê, já foi. Já fui.
A menina e o violão

A gente nunca sabe se o amanhã vai chegar para nós ou
 para as pessoas que a gente ama.
 Por isso, ainda hoje, se importe, se declare, 
diga que sua vida é mais bonita por ter alguém ao seu lado.
 Quem inventou que a frieza é boa,
 esqueceu a delicia de um abraço quentinho.
 Amanhã é incerteza, é sei lá.
 Então que o agora seja amor.
A menina e o violão

Gratidão, Ana Lúcia!

"Um dos maiores prazeres da Vida 
é fazer o que os outros dizem que você não é capaz."
(Ana Maria Braga 29/04/2016)

Dê um tempo pra quem não tem tempo pra você!
(Ana Maria Braga 05/10/2016)
Viver é assim,
se não tiver talento,
esforce-se!
Maria Teresa
"Quando a dor de não estar vivendo for maior
que o medo da mudança, a pessoa muda!"(Freud)
Agradeço pela minha Vida, que o Senhor resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

6 comentários:

  1. Olá Maria Teresa!
    Saudade daqui desse seu espaço.
    Lindas palavras de Vínícius de Moraes, da Ana Lúcia, suas também. Bacana você ter citado Freud, muito sábio esse cara (sou psicóloga).
    Abraços
    Estael
    www.atelieprovence.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Estael, gratidão!
      Saudade de você, da sua prosa gostosa e de suas artes.
      Freud tem razão, a gente muda...
      Feliz sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Respostas
    1. Boa noite, Marilene, gratidão!
      Felizes dias, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  3. Está explicado porque tantos amores fracassam. Viver um grande amor dá trabalho, e pouca gente tem paciência para isso neste mundo apressado de hoje.
    Mas, oh, só quem conheceu um grande amor pode saber como vale a pena!
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Ruthia, gratidão!
      Verdade, só quem conheceu um grande amor, pode saber como vale a pena ter paciência!
      Feliz sexta-feira, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir