Com amor, todo sonho é possível

Vida de Roceira? Amo!!!


Vida de Roceira? Amo!!!
♫♫♫♫♫♫

Amo demais viver no mato,
apesar das dificuldades,
acho bem melhor que viver na cidade,
na ROÇA, todo dia é novidade!!!

https://2.bp.blogspot.com/-hToGqseR11U/V1Chh-7yoZI/AAAAAAAAnko/dEUxmZ7CIfsyzyCaAUhNkgc7SiDgOdBVQCLcB/s400/carinho%2B%25281%2529.gif

Tão próximo de São Paulo,
mas enfrentamos grandes e graves problemas:
- não temos asfalto, então, quando chove,
nem à Igreja podemos ir, com apenas 1 km de distância;
- quem precisa trabalhar ou estudar, 
vai ter que amassar muito barro para lá chegar;
- ninguém chega em casa, moramos no topo da subida,
os dois lados da estrada ficam intransitáveis;
- a chuva nos causa outro transtorno muito sério,
a interrupção da energia, por falta de manutenção adequada.
Chegamos a ficar 4 dias sem energia,
perdemos todos alimentos armazenados 
na geladeira, no freezer e, muitas vezes, 
perdemos os equipamentos elétricos e eletrônicos...
- Agora, isso se tornou regra, choveu, ficamos sem energia elétrica...

Esqueci...
Na minha casa tem goteiras,
pinga ni mim, pinga ni mim...


Pensa que é só isso?
Não, viver afastado nos trás 
outros inconvenientes muito sérios,
as pessoas pensam que o mato
é o quintal da casa deles e
jogam o lixo aqui,
sem se preocupar com quem mora ao lado,
montões de lixo ao longo da estrada e dos caminhos,
onde passam crianças, adultos e animais,
estamos expostos a todo tipo de doença,
mas por que se preocupar?
Não somos cidadãos, somos INCRA!
No natal, 
despejaram uma porção de caixas de bacalhau e
muitos pacotes de sal,
não sabemos se vencidos ou contaminados,
essas caixas foram resgatadas  (??? ).
restando apenas o sal...
Acho temerário o consumo de alimentos jogados no lixo,
alguns se aproveitam da ingenuidade e a boa fé das pessoas,
presenteando com a iguaria!!!
Que Deus proteja a todos, do mal!

No natal, nossos filhos da praia vieram,
limparam nosso quintal e a Tatiane, 
como sempre, liderou na cozinha...
eu errei a mão e salguei o bacalhau 
que trouxeram do mercado, lamentável!!!
Fiquei com vontade de saborear o prato que amo,
sem o excesso de sal...

Na sexta feira passada,
meu filho, a Sharlene e as crianças chegaram 
comentando sobre um animal atropelado no Rosário,
preocupados com "a" saruê, com a cabeça esmagada e
com a bolsa cheia de filhotinhos.
Não pararam de ligar até conseguir encontrar 
o destino para os bebês...
Foram entregues no Horto, onde foram informados,
que os bebês não devem ser retirados da mãe e
que sobrevivem até um mês, dentro da bolsa...
Encaminhariam os bebês para o local de resgate e adequação,
na 2ª feira...
Ficamos mais tranquilos, não consegui fotografar, 
fico devendo o grandioso ato da Sharlene e do Marcos.
Amo pessoas que se preocupam com os seres vivos!
Passamos um maravilhoso final de ano,
gratidão aos filhos, noras e netos, Deus abençoe a todos!
Desejamos a todos da família e aos amigos, um feliz 2017,
carregadinho de amor, saúde, alegria e muita prosperidade!!!



"Um dos maiores prazeres da Vida 
é fazer o que os outros dizem que você não é capaz."
(Ana Maria Braga 29/04/2016)

Dê um tempo pra quem não tem tempo pra você!
(Ana Maria Braga 05/10/2016)
Viver é assim,
se não tiver talento,
esforce-se!
Maria Teresa



"Quando a dor de não estar vivendo for maior
que o medo da mudança, a pessoa muda!"(Freud)
Agradeço pela minha Vida, que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

4 comentários:

  1. Pois é amiga, por aqui, morar mais afastado significa alvo de assaltos, sequestros, estupros, mortes...
    Adeus tranquilidade.
    Estou olhando uma casa e com estas preocupações todas.
    Cobras e outros bichos peçonhentos tornaram-se animais racionais.
    Minha irmã guiava a charrete com os netos. Passando na porteira do mata-burro, uma sacolinha plástica voou na cara do animal. Ele esperneou, pulava, relinchava, pinotes... As crianças gritando. Ela abraçou aos dois para protegê-los e foi lançada numa profunda valeta de erosão, após ter a cabeça, costelas e braço pisoteados. As crianças sofreram leves ferimentos, pois ela os lançou no mato quando viu que seria pisoteada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tristeza, Marilene, sua irmã já se recuperou? E, as crianças estão bem?
      Sempre tivemos como referência de vida tranquila, a nossa querida Minas Gerais, não dá para imaginar que haja mudado tanto assim...
      Infelizmente, o descuido das pessoas com os resíduos e com a terra, provocam grandes acidentes, estimo que esteja tudo bem com sua irmã e os netos, abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir
  2. Os netinhos ficaram bem e não machucaram, apenas arranhões. Choraram muito pelo susto.
    Trouxemos a nossa irmã para cá onde tem mais recurso. O braço tinha sido engessado torto e o neuro concluiu que em nada foi afetada a sua memória, apenas uma calcificação no crânio, sem prejuízos em sua saúde.
    Citei este exemplo para que as pessoas entendam que não é só em cidade que acontece enchentes e acidentes/outros por causa de desmazelo.
    Lugar de lixo é na lixeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste, tudo isso acontecer, bem lembrado: "Lugar de lixo é na lixeira"... Mas ninguém nos dá ouvido, por mais que falemos, continuam jogando o lixo em qualquer lugar.
      Graças a Deus que todos estão bem, estimo que sua irmã se recupere bem do braço, existem remédios homeopáticos bons para acidentes com fratura ou cirurgia...
      Abraços carinhosos
      Maria Teresa

      Excluir