Com amor, todo sonho é possível

Estou num relacionamento abusivo. O que faço?


ESTOU NUM RELACIONAMENTO ABUSIVO. O QUE EU FAÇO

Todo mundo que esteja um pouco atento aos assuntos que estão em alta já ouviu falar sobre relacionamentos abusivos. Mas se engana quem pensa que relacionamento abusivo é só aquele no qual ocorre violência física. Nananinanão!
Inclusive, você que está lendo esse texto, ”super feliz” com seu relacionamento, pode viver uma rotina de abusos sem perceber. Isso acontece porque quando estamos dentro de uma situação, é mais difícil que consigamos avaliá-la da forma correta.

A imagem pode conter: desenho e texto

 E por isso, vamos te dar alguns sinais que caracterizam um relacionamento abusivo. Abuso não é totalmente ligado ao gênero
Antes de tudo, devemos lembrar que não é só a mulher que sofre com esse tipo de relacionamento, ok? Apesar de sermos vítimas mais vezes, devido a uma questão cultural, os homens também podem sofrer com isso. Conheci relacionamentos nos quais a mulher era completamente controladora e abusiva, então vamos acabar com esse mito de que apenas a mulher é vítima dessa situação.
Ciúme não é prova de amor
Se o seu parceiro ou parceira vive demonstrando ciúme sem motivo e do nada, você não deve achar que ele/ela te ama mais por isso. Querer que você se afaste da sua família, que você pare de estar com seus amigos e exigir atenção a todo tempo são sinais ruins. Disputar você com sua mãe, por exemplo, é um sinal pior ainda. Mas às vezes ele/ela faz isso de forma tão sutil que você nem percebe e é aí que entra o nosso próximo tópico.
Manipulação
Joguinhos de controle são mais comuns do que imaginamos nessas relações. Ele/ela manipula as palavras e situações até que consiga te caracterizar como louca, fazendo com que você pense que a culpa é, única ou em maior parte, sua. O drama também está sempre presente nas manipulações. “Se você me amasse faria isso por mim.”, “Esse seu amigo me deixa muito nervoso, por favor, se afaste dele.” e “Eu fiz isso por amor.” são frases bem comuns.
Você é constantemente diminuída
A pessoa que abusa de seu companheiro geralmente acredita que é superior. Gestos que inferiorizem sua carreira, seu salário, sua inteligência ou suas dores são frequentes. Não é normal ouvir de seu namorado, por exemplo, que você não deve se esforçar pra determinada prova, pois não há chances de conseguir se sair bem. Não é normal que ele/ela diga “Se eu não consegui você também não consegue.”. Não é normal ter seus problemas minimizados, pois ele/ela afirma ter problemas maiores.

ESTOU NUM RELACIONAMENTO ABUSIVO. O QUE EU FAÇO
Muita calma nessa hora porque não vai ser fácil sair desse relacionamento, ainda mais se você gostar realmente do seu parceiro. Quando você percebe que está num relacionamento abusivo e tenta mudar a situação, geralmente surgem promessas e mais promessas vindas de seu companheiro e você vai querer acreditar que ele mudou. Mas, PARE! Ninguém vai da água pro vinho do nada e essas promessas são apenas continuação dos joguinhos de manipulação presentes em sua relação. Uma pessoa abusiva só consegue mudar com ajuda em longo prazo e se esse indivíduo não aceitar ajuda, ajude a si mesmo e saia dessa!
Mas como? Primeiro entenda que o abusador utiliza o seu amor por ele contra você, que a culpa disso é TODA E EXCLUSIVA dele e se prepare para fazer algumas mudanças:
Converse com alguém de confiança. Sim, peça ajuda! Quando a gente conta com a força do outro, tudo fica mais leve e fácil.
Olhe para dentro de si e busque entender o que se passa. Sei o quão clichê é isso, mas realmente é preciso. Buscar enxergar seus valores e grandezas é um passo importantíssimo.
Não tenha medo de “estar só”. Um relacionamento ruim te deixa mais sozinha do que estar solteira.
CORAGEM!!! Esse com certeza é o passo mais difícil, mas também o mais importante. Não adianta você ler textos e mais textos, receber dicas e mais dicas, se não tiver a coragem para dar um basta. Pare de adiar, pare de deixar pra amanhã, pare com as promessas vazias e faça!
A maioria dos términos é dolorida e o seu não será diferente. Prender o choro ou enganar seus próprios sentimentos não é uma boa. Uma hora a represa vai se romper e aí, minha amiga, você vai sentir em dobro.
Se for o caso, procure ajuda profissional. Não é motivo de vergonha assumir que precisa de alguém especializado pra superar meses ou até anos de abuso.
Então, lembre-se dessas pequenas dicas e NÃO TIRE O BATOM VERMELHO.💄
A gente tem que se amar muito e se respeitar muito, pra chegar para o outro e dizer: se é isso que você me oferece, agradeço, mas recuso!
FORÇA!
Fonte: Delírios de Donzelas

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, close-up e texto
Isso pode acontecer com você, comigo, com uma filha,
 uma irmã, uma amiga, pode ser qualquer mulher e
 mesmo que você não a conheça, 
nenhuma mulher merece viver sobre o terror psicológico,
 agressão física e abusos sexuais.
Se você é vitima de algum abuso denuncie essas pessoas 

que praticam tamanha barbaridade contra a mulher.
Não se cale! Seja qual for a violência procure ajuda!
Ligue: 180 📞
— com Caroline Ganem.
"Quando a dor de não estar vivendo for maior
que o medo da mudança, a pessoa muda!"(Freud)
#vocenaoestaso#estoucontigo#voceconsegue
#vamosfalarmaisclaro

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Agradeço pela minha Vida, que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

Um comentário:

  1. Verdade, relacionamento abusivo é das duas partes, tanto homens quanto mulheres, não se deve abusar e tampouco se deixar abusar!
    Muito bom aleta por aqui, sempre nos faz avaliar e reavaliar!
    Abraços querida amiga!

    ResponderExcluir