Com amor, todo sonho é possível

"Olhe os dentes do cachorro!"


Quando as coisas ficarem difíceis, olhe os dentes do cachorro




Vanelli Doratioto
Certo dia encontrei uma mulher de uma luz e força sem igual e sorrindo ela me disse: seja louca ou sã, mas feliz e não se importe muito com o que os outros julgam ser certo ou errado.
No entanto, eu não estava muito feliz e talvez fosse essa a razão dela estar ali, em minha frente.
Afoita ela tirou um cigarro de sua bolsa, sentou em uma cadeira e ficou quieta pensando com seus botões.
Sim, ela esperava mais felicidade de mim, mas naquele momento isso era impossível. A semana tinha sido péssima e as minhas expectativas tinham se emaranhado. Eu tinha batido de frente com o mundo e, lógico, nesse embate desleal tinha perdido feio.
Ela olhou para mim e me perguntou se já havia me contado a história dos dentes do cachorro. Que dentes do cachorro? – Perguntei. Não, ela não tinha me contado.
Então exultante ela se pôs a contar.
A história era bíblica, tinha Jesus e Simão Pedro nela. E eu nem me lembrava quem era Simão Pedro, mas no momento o nome me pareceu bonito, calmo e íntegro.Simão acompanhava Jesus na rua e ambos viram à frente um grande número de pessoas olhando para algo. Muitas delas saíam correndo passando mal e outras, um pouco mais fortes, também se afastavam com muita ânsia. O que está acontecendo ali? – Perguntou Jesus. Simão disse não saber. Jesus sugeriu então que ambos fossem até lá e pediu que Simão lhe prometesse que não passaria mal. Assim o obediente homem o fez, mas ao chegarem em meio ao tumulto, notaram que existia ali um cão que havia perdido a vida há dias e todos que tentavam se aproximar dele, para limpar a passagem, acabavam enjoando. Jesus olhou para Simão e notou que seu discípulo também estava nauseado, e assim, com doçura, chamou-o para junto de si e olhando o cachorro de perto disse: “Olhe Simão que lindos dentes tem esse cachorro” e Simão olhando os dentes do cachorro esqueceu do cheiro e da ânsia.
Assim, aquela bela mulher, com o cigarro em punho, olhou para mim com firmeza e disse: Querida, olhe os dentes do cachorro!
E eu olhei.
Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Vanelli Doratioto – Alcova Moderna.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Gratidão, Vanelli Doratioto!

"Quando a dor de não estar vivendo for maior
que o medo da mudança, a pessoa muda!"(Freud)
#vamosfalarmaisclaro
"Para navegar contra a corrente são necessárias condições raras:
espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão."
"É necessário se espantar, se indignar e se contagiar, 
só assim é possível mudar a realidade..."
 Dra. Nise da Silveira
psiquiatra - 1905-1999

Agradeço pela minha Vida, que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário