Com amor, todo sonho é possível

A paz de Deus não é a única paz possível neste mundo.

A imagem pode conter: planta, flor, árvore, atividades ao ar livre e natureza
Tenham um lindo dia!
Deus abençoe a todos!!
BOM DIA!!!

João Bandeira
27 Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
28 Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.
29 Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
30 E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir.
31 E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.
32 E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam.
33 E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.
34 E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto.
35 Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
36 Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
Lucas 6:27-36

A imagem pode conter: texto

A paz de Deus não é a única paz possível neste mundo. 
Há outras das quais podemos nos beneficiar.
 Mas a paz de Deus é a única paz verdadeira.
 As demais são circunstanciais.
 Podem nos faltar tão rapidamente quanto as circunstâncias mudam.
 Uma notícia, um acidente, um desentendimento,
 uma perda e lá se vai a paz que nos alegrava.
 A paz de Deus é de outro tipo.
 A paz de Deus é a paz de quem sabe que está nas Mãos de Deus.
 Jesus, diante de Pilatos, disse:
 “Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado”
(Jo 19.11) em outras palavras, 
“eu não estou em suas mãos Pilatos, estou nas mãos do Pai”.
 E Jesus alí, diante de acusações e 
sob a tutela do governante romano,  estava em paz. 
Precisamos dessa paz e Deus a tem para nós. 
Uma paz que vem de Deus.
Ser cristão é, por definição, estar nas Mãos de Deus,
 pois significa entregar-se a Deus. 
Mas nem sempre é como vivemos ou nos sentimos.
 Somos frágeis e perdemos facilmente o equilíbrio. 
Somos também negligentes e não praticamos nossa vida de fé como deveríamos. 
Falta-nos a sabedoria de quem teme a Deus e
 sobra-nos a presunção de quem acha que O conhece.
 E aí, quando chegam as aflições, próprias desta vida
 como disse Jesus (Jo 16.33), ficamos perdidos.
 Para desfrutarmos a paz de Deus nesta vida de incertezas,
 precisamos de algumas certezas.
 A primeira é a certeza de que somos amados por Deus.
 E Ele já provou Seu amor por nós (Rm 5.8). 
Precisamos da certeza de que Deus sabe o que está fazendo, 
tem boas razões quando não faz o que pedimos, e que, 
mesmo quando não entendemos, 
podemos confiar em Sua vontade para conosco (Rm 8.28). 
Na teoria sabemos tudo isso.
 Mas, como se diz, na prática a teoria é outra!
Precisamos fortalecer nossas certezas, 

confirmando nossa entrega de vida a Deus. 
Isso envolve arrependimento,
 súplicas e angústias, pois escava nossa alma. 
Deus não se contenta com palavras e não aceita mentiras sobre nós.

Gratidão, João Bandeira!

Agradeço a Deus, pela minha Vida, 
que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário