Com amor, todo sonho é possível

#AgoraÉLei #MedidaProtetiva - ATUALIZE-SE

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

DEFINIÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Qualquer ato, omissão ou conduta que serve 
para infligir dor física, sexual ou mental,
direta ou indiretamente, por meio de enganos,
ameaçascoação ou qualquer outro meio,
a qualquer mulher.
Tem por objetivo e como efeito intimidá-la,
puni-la, humilha-la, ou mantê-la nos papeis
estereotipados ligados ao seu sexo, 
ou recusar-lhe a dignidade humana,
a autonomia sexual,
 a integridade física, mental e moral.
Tété Batista

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto e close-up
Fez eu me tornar uma pessoa insegura. 
Fez eu me tornar uma pessoa negativa.
 Eu só queria voltar a ser quem eu era antes desse "Amor"
.#EuViviUmRelacionamentoAbisivo





(*) Segundo o artigo 147 do Código Penal constitui crime de ameaça aquele que: “ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, a ponto de causar-lhe mal injusto e grave”,cuja pena é de detenção de 1 a 6 meses ou multa. Ameaçar significa anunciar com antecedência, predizer. Isto é, para que a Ação Penal seja iniciada pelo Ministério Público a vítima tem que manifestar sua vontade; tem que deixar claro que ela quer que o Estado tome providências diante daquela situação.

Porém, conforme artigo 38 do Código de Processo Penal, essa representação deverá ser feita no prazo máximo de 6 meses, contados a partir do momento em que ela vier a saber quem é o autor do crime.
A promessa de mal pode ser contra a própria vítima, contra pessoa próxima ou até contra seus bens.

A ameaça é considerada um crime de menor potencial ofensivo, por isso é apurado nos juizados especiais criminais, e o condenado poder ter a pena de prisão substituída por outra pena alternativa, como prestação de serviço à comunidade, pagamento de cestas básicas a alguma instituição, dentre outras.

Para a ocorrência do crime não precisa que o criminoso cumpra o que disse, basta que ele tenha intenção de causar medo e que a vítima se sinta atemorizada.

Obs: Se alguém diz para outrem que “vá para o inferno” ou que quer que a vítima morra, não ocorre o crime de ameaça. Isso fica caracterizado como injúria (artigo 140, CP).

Ameaça é, intimidar alguém impondo-lhe temor de sofrer mal injusto e grave. Ex: jurar alguém de morte... (*)


Passei mais de 30 anos
 aprisionada a um casamento fracassado,
onde fui explorada;
humilhada;
violentada emocional, mental, psicológica,
moral, física, sexual, social, financeiramente e estuprada...
Todas as vezes que eu pedi o divórcio,
o ex tentou me matar e, era categórico:
-"Casamento pra mim é pra sempre,
se entrar com o divórcio eu te mato."
Em outro momento, em 2011, me disse:
-"Eu ponho fogo na chácara, 
vendo o terreno por 50 mil, 25 para cada um."
-"Eu te dou o divórcio, quero 150 mil na minha mão."
Quando entreguei os documentos para a advogada fazer o divórcio,
me estuprou, arrumou uma psicóloga para atestar minha demência,
inclusive rasurou meu cadastro no INSS,
colocando o telefone da Clínica dela,
como se eu fosse incapaz e estivesse em tratamento nessa clínica,
alegando ao delegado que eu estava em surto psicótico...
Fiz BO's, pedi Medidas Protetivas, me foi negado,
o delegado simulou abrir representação contra o agressor e
arquivou todos os BO's e o Laudo Pericial do IML..
Maria Teresa

Estupro é crime hediondo, 
e as penas estão previstas na Lei 12.015, de 2009.

Lembre-se: ✔️ Psicofobia é crime previsto em Lei.

A Lei 236/12 criada pelo senador Paulo Davim, prevê como crime de discriminação cometer abuso ou desrespeito contra transtornados ou deficientes mentais. Também foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos, em maio de 2014, a PLS 74/14, para o crime ser enquadrado no código penal como injúria, e prever pena de 2 a 4 anos a quem praticar psicofobia.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto e close-up
Quando uma mulher é vítima de violência doméstica, 
ela carrega muito mais do que o sofrimento físico, 
ela carrega consigo, um sofrimento psicológico
 que lhe impede muitas vezes de prosseguir a vida.
Violência Doméstica

Tété Batista compartilhou um vídeo.
1.000.331 visualizações
Brut
"Je continuerai à parler pour moi, pour ces femmes qui ne sont plus là et ne peuvent plus raconter".
Attaquée à l'acide par son ex-petit ami, Gessica Notaro est devenue un symbole de la lutte contre les violences faites aux femmes en Italie.

"vou continuar a falar por mim, por aquelas mulheres que já não estão lá e não podem mais contar".

Atacada com ácido pelo seu ex-Namorado, Gessica Notaro tornou-se um símbolo da luta contra a violência feita às mulheres em Itália.
A imagem pode conter: texto
Elaine Crystina
LEI MARIA DA PENHA Nº 11.340, CONTRA A VIOLÊNCIA À MULHER

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto e close-up

Um tapa não dói em quem bate.

Mas vai além da carne.

Crava na alma uma dor insuportável.

Gera medo.

Gera insegurança.

Gera frutos do mal...

Um dia refém de uma pessoa maligna.

Alguém que foi eleito para proteger.

O príncipe se tornou monstro.

O pai amado se tornou monstro.

A mulher chora.

A criança chora.

E o choro maior vem por não ser ouvido...

Como disse Einsten:

O que me assusta não é a maldade feita.

Mas antes o silêncio dos que assistem...

Até quando o lar que deveria acolher.

Ser o lugar do repouso.

Ser o ninho do amor.

Onde se deveria aprender respeito.

Vai ser como o cativeiro de um refém sequestrado? ... .

Até quando os inocentes não vão poder gritar socorro?

Até quando a voz dos necessitados não será ouvida?

Até quando tanto mal vai ser permitido?

E tantas marcas vão ser feitas sem que ninguém impeça.

Passou da hora de parar a roda da violência.

Passou da hora de trocar socos por rosas.

Tapas por beijos.

Empurrões por abraço.

Medo por segurança.

De saber que o príncipe não morrerá.

E nunca se transformará no monstro.

E a criança poderá dormir tranquila.

Nos braços da mãe gentil... .

Acorda Brasil!

Violência contra a mulher não tem Graça.

E quem cala consente.

E quem consente ratifica os planos do Diabo... .

Acorda Brasil!

Disque 180, 190, 100.

Qualquer número.

Qualquer lugar que se proponha a impedir a morte de mais uma mulher...

E muitas andam pela vida como mortas.

Porque não tiveram quem as acudisse... ... ...

Aleluia! Faça parte dos planos de Deus.

E ajude a acabar com isso.

Seja cada mulher como sua irmã, mãe ou amiga.

Seja cada mulher como sua própria carne.

E você a defenda dos homens malignos com sua própria vida... . .

Acorda Brasil!

Tolerância zero para a violência contra as mulheres.
Elaine Crystina
LEI MARIA DA PENHA Nº 11.340, CONTRA A VIOLÊNCIA À MULHER

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 solicitar ao juiz medidas protetivas de urgência no caso de violência doméstica e familiar.

#PraCegoVer: O que fazer em casos de violência contra a mulher? Se você é vítima: Denuncie o agressor e afaste-se dele. Ligue 180 ou procure a delegacia da mulher mais próxima. Solicite medidas protetivas à Justiça, se necessário. Informe-se sobre seus direitos durante a denúncia ou procure a Promotoria de Justiça na sua cidade.
Se você conhece a vítima. Oriente-a a denunciar. Informe-a de seus direitos. Faça com que ela se afaste do agressor. Se precisar de mais informações ligue 180 ou procure a Delegacia da Mulher mais próxima.
Conselho Nacional do Ministério Público
CHEGA DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER


#Retrospectiva2017
O Ministério Público não depende da representação da vítima para iniciar a ação penal nos crimes de lesão corporal cometidos contra a mulher, em âmbito doméstico e familiar.
A decisão é do STJ: http://bit.ly/2qQ29TO
#PraCegoVer: foto de uma mulher de costas, com a cabeça abaixada e o texto "Agora, ações em crimes de agressão contra a mulher não dependem de representação da vítima."

CHEGA DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER



Nenhum texto alternativo automático disponível.
Nesta quarta-feira será realizada cerimônia para assinatura do termo de adesão por diversas instituições, bem como apresentação das primeiras iniciativas do Brasil Mulher. Acompanhe!







Essa semana foi sancionada, pelo Presidente da República, a lei que tipifica o crime de descumprimento de medida protetiva de urgência. A mudança representa um avanço para as mulheres que se encontram em situação de violência. Confira a lei na íntegra: https://goo.gl/9iLntU

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e texto



Foi sancionada, pelo presidente, a lei nº 13.642 que atribui a Polícia Federal (PF) a investigação de crimes de ódio praticados contra as mulheres, por meio da internet. As denúncias podem ser encaminhadas via Ligue 180, na Delegacia da PF ou da polícia civil.



Confira a lei na íntegra! 




Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: texto
SPMulheres 11/04/2018



Confira o caderno especial produzido pelo Instituto Patrícia Galvão com apoio da SPM sobre feminicídio:
https://goo.gl/RA5f2a

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Fale ou morrerá de dentro pra fora.
Não tenha medo. LIBERTE-SE.

Eu vivi um Relacionamento Abusivo

Jamais se ausente de si,
nem desista de viver,
aprenda a dizer não,
quando necessário e,
 a lutar por seus direitos!
Maria Teresa


Agradeço pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário