Com amor, todo sonho é possível

Como reconhecer, se recuperar e recomeçar nova vida!

Agradeço a Deus pela oportunidade de conhecer e
receber o excelente material da psicanalista Dra. Julia Barany,
"para sobreviventes de psicopatas"
a quem pedi licença para publicar aqui,
assim sendo, à medida que receber,
farei a publicação.
Gratidão,  Dra. Julia Barany!
A imagem pode conter: texto
Serenidade

Como reconhecer


  1. carisma/sedução/charme superficial (discurso sedutor)
  2. loquacidade (só ele fala, pouco importa os outros)
  3. megalomania (ele tem uma missão muito especial para a humanidade)
  4. parasitismo (estilo de vida parasita)
  5. prestatividade (se esmera em parecer bondoso)
  6. bajulação (o seu alvo vira o centro de suas atenções)
  7. a-responsabilidade (não assume responsabilidade por nada, a culpa é sempre do outro)
  8. manipulação (usa informações confidenciais e dados do outro para manipulá-lo)
  9. mentira patológica (mente sempre porque enganar o outro lhe dá prazer)
  10. vítima eterna (a culpa jamais é dele, sempre do outro, e ele quer evocar compaixão nos outros para usá-los a seu favor)
  11. vários relacionamentos afetivos de curta duração (mesmo que tenha um companheiro estável, este existe para uma aparente respeitabilidade. Jamais se furta de traçar um objeto, diga-se pessoa, de desejo)/ promiscuidade sexual
  12. lágrimas de crocodilo (finge emoções humanas, mas não as tem)
  13. tem fã-clube entusiasta (superficial e de curta duração)
  14. técnica discursiva de “salada de palavras” (um discurso aparentemente lógico não tem lógica alguma, e deixa o interlocutor louco)
  15. hipocrisia (diz uma coisa e faz outra)
  16. amoralidade (nem sabe o que é moral)
  17. desconsideração de regras sociais e normas (se ufana de não obedecer regras. Deleita-se, veladamente ou nem tanto, com a transgressão e a desobediência)
  18. apropriação de ideias, projetos e louros dos outros (sem o mínimo de escrúpulos, apropria-se das propriedades abstratas e concretas dos outros)
  19. planejamento estratégico para obter o que quer (planeja por vezes durante anos para conseguir o que quer, usando para isso todos os recursos de enganação, manipulação e controle, escusos)
  20. desconsideração total pelos sentimentos dos outros (falta absoluta de consideração pelos sentimentos de outrem)
  21. falta total de empatia (finge empatia, imitando os outros)
  22. falta de amor (nem sabe o que é isso, mas finge)
  23. egocentrismo exacerbado (eu, meu, minha, para mim)
  24. justificativa de coisas que nem precisam de justificativa (arruma justificativas para as coisas mais injustificáveis)
  25. arruma desculpas por seu comportamento abusivo projetando-o nos outros (os outros é que fazem o que de fato ele faz)
  26. abuso da credibilidade dos outros
  27. abuso da bondade dos outros
  28. impulsos por poder, dinheiro e sexo (esses são seus objetivos únicos. Vale tudo para obtê-los)
  29. inteligência fria, brilhante por não ser afetada por emoções nobres humanas (que são inexistentes nele)
  30. ausência de parâmetros do que é dos outros: pega porque quer
  31. ausência de remorso ou arrependimento
  32. finge sentimentos e emoções e por vezes exagera para mais ou para menos
  33. pesquisar biografia da criatura: conduta problemática na infância e delinquência juvenil.
  34. todo psicopata é um bully mas nem todo bully é um psicopata
  35. falta de objetivos realistas a longo prazo / imediatismo
  36. tédio fácil e necessidade de excitação constante
  37. fingimento e teatralidade
  38. serpentes de terno: psicopatas nas empresas
  39. não aprende com o erro
  40. sabe o que é certo e errado pela absorção das injunções familiares e sociais, mas não dá a mínima, pois não tem discernimento moral
  41. aprende sobre os funcionamentos da alma humana nos mínimos detalhes para usar essas ferramentas na manipulação e na enganação dos outros
  42. ocupa cargos que lhe favoreçam oportunidades de domínios sobre os outros
  43. é o mal encarnado
  44. é como uma raça de ETs
  45. predadores dos seres humanos disfarçados de humanos
  46. insanidade moral
  47. convivem muito bem entre si, pois conhecem a natureza do outro que é igual à própria. Pertencem à mesma espécie não humana.
  48. impulsivo, estourado, como animal. Sente raiva, frustração, tédio.
  49. crueldade proposital, deliberada e planejada
  50. não tem cura
  51. defeito no sistema órbita-frontal do cérebro, região que processa emoções humanas nobres como empatia, amor, responsabilidade, respeito.

Como se recuperar


  • a vítima chega até o fundo do poço em todos os aspectos de sua vida
  • o psicopata a destituiu do dinheiro
  • a destituiu da auto-estima e da autoconfiança
  • a isolou de todo seu sistema de suporte: familiar, relacional e profissional
  • causou confusão mental, desestruturou seu suporte de valores
  • inverteu os papeis se fazendo de vítima e ao sobrevivente, de agressor
  • praticou tortura psicológica
  • causou trauma semelhante ao de estupro e de sequestro, no entanto, são traumas de longo prazo, e para se recuperar deles também é necessário um longo prazo
  • colocou em risco a própria sobrevivência da vítima
  • levou à beira do suicídio, pois qualquer coisa é melhor do que o horror que a vítima vive. Se o suicídio se realizou, foi obra do psicopata: matou a vítima com as mãos da própria vítima.
  • a saúde física está depredada: depressão, angústia, fadiga adrenal, estresse extremo, falta de nutrientes, fraqueza, muitas vezes anemia
  • a vítima ou ainda está nas mãos do psicopata e não sabe que é um psicopata, ou já está fora das garras amargando as consequências, ainda não sabe que esteve nas mãos de um psicopata, na grande maioria das vezes
  • a vítima se sente culpada porque o psicopata a fez se sentir culpada, um meio eficiente de controle e manipulação
  • o psicopata manobrou para que a vítima fosse desacreditada pelos que a cercam, pela sociedade e pela família
  • a vítima precisa ser acolhida e seu sofrimento reconhecido, validado
  • precisa entender nas garras de quem esteve
  • precisa ser tratada desde a recuperação da saúde física, que na grande maioria é emergencial, até a recuperação da saúde mental.
  • a vítima passou por quatro (4) estágios no relacionamento com um psicopata: seduzida, amarrada, explorada, abandonada
  • como requisito básico e primeiro a vítima precisa cortar qualquer contato com o psicopata
  • o ódio também é um vínculo. O ódio, a raiva precisam ser validados antes de serem soltos, e a vítima se liberar deles.
  • reconhecer quem pode ouvir você e desabafar quantas vezes forem necessárias, repetir quantas vezes forem necessárias até limpar seu sistema desse lixo todo
  • após o atendimento emergencial, a recuperação exige tempo e um intenso trabalho interior
  • é uma oportunidade de revisitar suas vulnerabilidades e se fortalecer
  • aprender a fazer distinções entre ser bom e ser bonzinho
  • aprender a conhecer seus traumas infantis que levam à submissão a figuras autoritárias e não bondosas
  • soltar a necessidade de aprovação de uma figura externa
  • soltar-se da síndrome de menino/menina bonzinhos, que precisam agradar os pais para serem amados
  • soltar qualquer necessidade externa de aprovação
  • assumir responsabilidade plena por sua vida, inclusive pela armadilha na qual caiu sem saber
  • entrar no processo de criação de uma nova vida com base da vivência de quase morte que o psicopata lhe proporcionou

Recomeçar nova vida


  • rever valores
  • identificar quem é seu verdadeiro amigo
  • reconhecer-se vencedor/sobrevivente
  • deixar a culpa para trás, jamais permitir que volte para dentro de sua vida
  • buscar apoio em quem sabe dar apoio, mesmo que não compreenda o seu drama. Não é preciso compreender, pois só alguém que passou pelo mesmo compreenderá você. Basta que ouça com respeito e amor.
  • valorizar-se
  • assumir de novo e de novo responsabilidade por sua própria vida, inclusive por aquilo que aconteceu de forma inconsciente
  • buscar ajuda profissional escolhida com o máximo cuidado
  • estabelecer limites, parâmetros e jamais deixar serem transgredidos
  • persistir
  • atravessar
  • pular para a liberdade
  • renascer das cinzas
  • um mundo novo aguarda você, algo inimaginável
  • gratidão pelo horror vivido

Denuncie,
peça as Medidas Protetivas,
 se não te atenderem,
corra atrás para que Justiça seja feita,
não permita que o agressor saia impune!
 Se não tens como te livrar,
desse relacionamento opressivo,
obsessivo e possessivo,
se estás em situação de violência e/ou risco,
se estás sendo ameaçada:
Denuncie 180
Antes que ele te mate...
Busque ajuda profissional
(psicológica e/ou psiquiátrica),
porque sozinha,
 não dá para enfrentar essa barra.
Maria Teresa


#vamosfalarmaisclaro

Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

Um comentário:

  1. Boa noite, Maria Teresa!
    Passei pra desejar a você e toda a sua família e aos amigos um ano de graça e alegria.
    Que 2019 seja o ano favorável!
    Abraços fraternos de quem não comparece mas não esquece.
    Sandra May

    ResponderExcluir