Yahsat


Com amor, todo sonho é possível

Suicídio, último recurso de vítimas de violência...

   


A necessidade de reconhecer o suicídio forçado de vítimas de violência doméstica


Vá à luta, alguém vai te escutar!
Não se torture!
Não se culpe!
É com pleno conhecimento que homens violentos fazem a vítima correr um sério risco psíquico que leva diretamente ao suicídio

Os abusadores e agressores de mulheres,
são extremamente cruéis e perversos com as mulheres,
quando querem se livrar das companheiras,
se não agridem fisicamente, torturam ao máximo o seu psicológico,
para que enfraquecida, pela depressão que já a domina,
pela péssima escolha do parceiro, ao casar,
opte por se suicidar como recurso para se livrar
do relacionamento tóxico e apavorante,
porque o divórcio eles não aceitam,
principalmente se a mulher ganha bem,
é a oportunidade que têm para não trabalhar mais...

"Casamento, pra mim é pra sempre, até que a morte nos separe!"
Maria Teresa

Depois de possuir sua mente, o carrasco precisará possuir o corpo de sua vítima
Violençia conjugal (Tété Batista)

Depois de possuir sua mente, o carrasco precisará possuir o corpo de sua vítima. E de forma irreversível, a violência física/psicológica se instalará. Nós devemos agora ir mais longe. Quando a vítima foi privada de seu livre-arbítrio, seus poderes de julgamento foram abolidos, todas as resistências psíquicas cederam, seu instinto de sobrevivência terá desaparecido, seus apelos por ajuda não foram ouvidos. a única maneira de sair deste inferno será - e ouso dizer isso, a última das suas liberdades - suicídio para sair deste encarceramento invisível. Isso é precisamente o suicídio forçado.


Quis me matar aos 33 anos,
com 2 anos de casada, ao perceber o traste que era a peça,
com o qual me casei, quando pedi o divórcio e não quis dar.
Fui internada, por 3 meses, para fazer sonoterapia e,
me mantive viva, à custa de remédios,
 para suportar viver com esse monstro,
por mais 30 anos,
  cada vez que pedi o divórcio tentou me matar,
para me estuprar em 30 de março de 2012,
mandando o filho me ameaçar matar, caso o pai fosse preso...
 Maria Teresa

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
Desabafos de Um Relacionamento Abusivo

Portanto, para denunciar abusos, agressões e estupro,
é necessário ser acompanhada por advogada (o),
que conheça os trâmites do Judiciário,
para que você possa ter seu "direito de viver sem medo",
assegurado com as Medidas Protetivas.
Aprenda que é preciso 
denunciar com segurança,
acompanhada de advogada (o),
para que você tenha 
seus direitos assegurados!
Maria Teresa

Todos os enteados e filhos o defendem,
nenhum de meus filhos se preocupa comigo,
nem como estou vivendo, querem que eu saia de minha casa,
para vender e dar os 40%  ao pai/padrasto,
principalmente agora que o CREAs responsabilizou meus filhos,
pela manutenção da chácara...
Não quero onerar meus filhos,
cada qual tem sua vida e são responsáveis por sua famílias,
cabeças bem diferentes do pai/padrasto,
não é justo !!!

Sou muito grata aos meus filhos:
Cássio Alexandre, Almir e Daniel Tiago,
Deus abençoe e proteja poderosamente a eles e suas famílias!

Cada dia é um novo desafio,
estou sem água, desde sábado, quando o gado (4) entrou em meu quintal,
é por aqui que está me torturando,
permaneço neste local por obra e graça do Senhor Jesus!
Maria Teresa

Suicídio, último recurso de vítimas de violência 

Esta mulher de 21 anos cometeu suicídio em 2 de novembro. Ela havia sofrido duas semanas antes um verdadeiro pesadelo. No final de outubro, ela já havia se defendido para escapar de seu carrasco.
Gratidão, Violençia conjugal (Tété Batista)






Denuncie,
peça as Medidas Protetivas,
 se não te atenderem,
corra atrás para que Justiça seja feita,
não permita que o agressor saia impune!
 Se não tens como te livrar,
desse relacionamento opressivo,
obsessivo e possessivo,
se estás em situação de violência e/ou risco,
se estás sendo ameaçada:
Denuncie 180
Antes que ele te mate...
Busque ajuda profissional
(psicológica e/ou psiquiátrica),
porque sozinha,
 não dá para enfrentar essa barra.
Maria Teresa


Agradecemos a Deus e, 
aos Anjos que Ele colocou em nosso caminho,
que ouviram nossas dores, temores e pavores, com muita paciência,
tendo sempre uma palavra de confiança e esperança, 
para nos confortar...
Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário