Com amor, todo sonho é possível

Ministros assinam pacto pelo combate à violência contra as mulheres.


Como ficam as mulheres que foram injustiçadas e
condenadas a viver uma vida de medo e pavor pelas
constantes ameaças do agressor?
Será que a mulher que não tem dinheiro,
Maria Teresa

A imagem pode conter: texto
O presidente Jair Bolsonaro sancionou mudanças na Lei Maria da Penha para garantir agilidade na aplicação de medidas protetivas de urgência. 


A nova lei estabelece que a autoridade policial poderá aplicar medida protetiva em cidades onde não haja um juiz para fazê-lo. Assim, o delegado, ou até o próprio agente de polícia, poderá determinar que o agressor deixe a casa, mantendo distância da vítima até a análise do juiz. 

Acompanhe as ações da SNPM no portal dosDireitos Humanos Brasil:https://www.mdh.gov.br/mdh


Maria Teresa D. Valente E, nas cidades onde o delegado foi comprado/corrompido há 7 anos, sem nos dar as Medidas Protetivas, não quis fazer BO dos pertences e documentos que o agressor nos roubou (julho/2012) como a advogada que estava fazendo o divórcio me mandou abrir representação, o delegado "simulou" abrir uma representação (29/01/2013), através do sr. André, da DP daqui, fui à Promotoria, até na Corregedoria, nada consegui! Só descobri, na hora do divórcio, quando o advogado dele, chamou a minha advogada para aceitar o divórcio nos termos dele! O agressor numa manobra do advogado, conseguiu com que o delegado arquivasse 1 BO de ameaça nº 99/2007 (30/01/2007), + 1 BO de estupro nº 657/2012 (DP Praia Grande- 05/04/2012) com laudo pericial do IML Praia Grande nº 2127/12 (09/04/2012), + 1 BO de ameaça nº 727/2012 (09/10/2012), + BO de violação de domicílio nº 338/2013 (07/05/2013) + BO de furto e conduta criminosa nº 456/2014 (27/06/2014). Como o agressor começou a circular por aqui, para me intimidar, porque estava dando aula em casa, as pessoas começaram a me avisar e como são de minha igreja, não quero expô-los... Liguei para o 180, no dia 15/01, que me mandou pedir as Medidas Protetivas na DP, no dia 16 meu filho veio aqui para me intimidar e para falar que não iria conseguir e que se continuasse com isso, o pai iria tirar todos os móveis daqui... Percebendo a cilada fui à DP no dia 17/01/2019, que gerou o BO 51/2019 e a partir daí começaram a ocorrer muitas situações de estourar meus canos de água, pois colocam vacas em meu quintal e incêndio, quis fazer BO o delegado não quis fazer, alegando que eu não sabia a autoria dos fatos e que a culpada era eu, que deveria murar adequadamente a minha propriedade. A minha única saída era publicar em meu blog www.teceramor.com, para mostrar o que estavam me fazendo e, desde o dia 23/07/2019, minhas fotos não estão mais no Google, não posso mais registrar o que está acontecendo...
Teceramor
TECERAMOR.COM
Teceramor

Nenhuma descrição de foto disponível.
Hoje é dia de celebrar uma das conquistas mais importantes para as mulheres, a Lei Maria da Penha! A legislação revolucionou a forma de tratar a violência doméstica no Brasil e segue sendo modelo em muitos países. Nesta data especial, a SNPM reafirma o compromisso de trabalhar pela completa implementação da lei e pela defesa da dignidade das mulheres.


#Ficaadica: presenciou violência contra a mulher?#Ligue180

Acompanhe o trabalho desenvolvido pela secretaria no portal dos Direitos Humanos Brasil:https://www.mdh.gov.br/



A imagem pode conter: 1 pessoa
A Lei Maria da Penha traz medidas de proteção à mulher. Desde sua sanção é proibido aplicar penas alternativas como o pagamento de cestas básicas e multas. A sanção da lei, há mais de uma década, estimulou a instalação de novas delegacias especializadas, centros de atendimento à mulher e atividades educativas com foco na prevenção da violência.


Não esqueça: em caso de violência contra à mulher, Ligue 180!




Denuncie,
peça as Medidas Protetivas,
 se não te atenderem,
corra atrás para que Justiça seja feita,
não permita que o agressor saia impune!
 Se não tens como te livrar,
desse relacionamento opressivo,
obsessivo e possessivo,
se estás em situação de violência e/ou risco,
se estás sendo ameaçada:
Denuncie 180
Antes que ele te mate...
Busque ajuda profissional
(psicológica/psiquiátrica),
porque sozinha,
 não dá para enfrentar essa barra.
Portanto, para denunciar abusos, agressões e estupro,
é necessário ser acompanhada por advogada (o),
que conheça os trâmites do Judiciário,
para que você possa ter seu "direito de viver sem medo",
assegurado com as Medidas Protetivas.
Aprenda que é preciso 
denunciar com segurança,
acompanhada de advogada (o),
para que você tenha 
seus direitos assegurados!
Maria Teresa


"Amar não é se doar incondicionalmente, existem limites que você deve respeitar!"

Agradecemos a Deus e, 
aos Anjos que Ele colocou em nosso caminho,
que ouviram nossas dores, temores e pavores, com muita paciência,
tendo sempre uma palavra de confiança e esperança, 
para nos confortar...
Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário