Com amor, todo sonho é possível

"O Brasil que eu quero é um país onde uma mulher possa ficar viva, depois de terminar um relacionamento tóxico!"



"O Brasil que eu quero é um país onde uma mulher possa ficar viva,
depois de terminar um relacionamento tóxico!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.Nenhuma descrição de foto disponível.

Sabe todas as vezes que você tenta sair do relacionamento abusivo, mas sente pena, sente saudade ou coisa parecida que a faça ficar, voltar ou nunca sair? Pois bem... É nesse momento que eles se aproveitam da situação, te mostram uma fragilidade inexistente, mostram-se vítimas para os outros, indefesos e livres de qualquer culpa. Tentam a todo custo mostrar que foram provocados, que tudo aconteceu, mas que nada fizeram.
E é aí que você fica confusa, que se coloca num abismo e pensa; será que a culpada realmente sou eu? Fui eu que provoquei a ira dele... E quando você sente esta culpa, esta pena e aceita-os de volta, eles continuam com o serviço podre, tentando te transformar na matéria vazia e diabólica que são.
E isso tudo acontecerá aos poucos, a cada piedade sentida, a cada saudade por migalhas de "momentos felizes" que ele te proporcionou e então ele vai te transformando até que sejas consumida por sua forma, até que se transformes em um tipo de replica, até que sejas vazio e inexistente como ele.
Então, antes de aceitar a oferta vencida, olha pra dentro de ti . Busque a pessoa que você sempre foi, aquela pessoa sorridente, de bem com a vida e amada por todos. Lembre-se, principalmente, do amor que você sempre teve a sua volta, e que é tanto, que chega a transbordar.
Depois olhe para o lado, reflita sobre tudo o que vem passando e entenda o que ele quer te proporcionar. Você quer viver de migalhas de momentos felizes, de ordens, de brigas, de suspeitas de traições, mentiras, com o tratamento de silêncio, com as marcas das violências verbais e físicas? Duvido demais que você queira viver neste inferno. VOCÊ amou, ele NÃO!
Observe o que VOCÊ QUER, não o que SEU EGO foi acostumado a ter. Ciclos!


🚺 A violência psicológica é crime e consta no artigo 7º da Lei Maria da Penha: ela é entendida como qualquer conduta que cause dano emocional e diminuição da autoestima ou que prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar as ações da mulher, comportamentos, crenças e decisões. Esse tipo de violência se manifesta mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, vigilância constante, perseguição, insulto, chantagem, violação da intimidade, ridicularização, exploração e limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação. Saiba mais: http://bit.ly/FormasViolencia

☎️ Toda violência contra a mulher deve ser denunciada na Central de Atendimento à Mulher, linha telefônica para acolhimento, orientação e encaminhamento para os serviços da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres em todo o Brasil. Denuncie, disque 180 #NãoSeCale

Descrição da imagem #PraCegoVer e#PraTodosVerem: ilustração da cabeça de uma mulher com expressão triste. Na cabeça, há uma porta e um homem diminuto está subindo uma escada para chegar a essa porta. Texto: #Não Se Cale. Violência psicológica. Se manifesta por meio de intimidação, manipulação, ameaça, humilhação ou isolamento. Prejudica o desenvolvimento pessoal e pode ferir a autoconfiança da mulher, podendo causar danos à saúde mental, levando à depressão. Em caso de violência psicológica, disque 180. CNJ
Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Superfã 12/08/2019
Maria Teresa D. Valente Sofri violência psicológica que me levou à incapacidade profissional com 3 anos de casamento e fui obrigada a ficar com a pessoa por mais 30 anos, porque não me dava o divórcio. Tentou me matar toda vez que quis me divorciar, quando soube que havia entregue os documentos para o divórcio, me estuprou e me levou para outra cidade, paRA QUE NÃO DENUNCIASSE... Eu denunciei e passei pela perícia do IML, o indivíduo arrumou um advogado, comprou um atestado alegando minha demência e o delegado arquivou um BO anterior de ameaça, como também o de estupro e o exame pericial do IML e simulou abrir uma representação contra o sujeito. A pessoa está fazendo de tudo para que eu saia de minha casa e até hoje não me deram as Medidas Protetivas! Nem o 180 resolveu!
A imagem pode conter: texto
O presidente Jair Bolsonaro sancionou mudanças na Lei Maria da Penha para garantir agilidade na aplicação de medidas protetivas de urgência. 

A nova lei estabelece que a autoridade policial poderá aplicar medida protetiva em cidades onde não haja um juiz para fazê-lo. Assim, o delegado, ou até o próprio agente de polícia, poderá determinar que o agressor deixe a casa, mantendo distância da vítima até a análise do juiz.

Acompanhe as ações da SNPM no portal dosDireitos Humanos Brasil:https://www.mdh.gov.br/mdh

#Agilidade #AniversárioDaLeiMariaDaPenha#Ligue180 #PolíticasParaMulheres #SNPM#DireitosHumanos #DireitosHumanosParaAsMulheres #DireitosHumanosBrasil#MinisterioDaMulherDaFamiliaeDosDireitosHumanos #MMFDH#PátriaAmadaBrasil #GovernoFederal

· 1 h  

E, nas cidades onde o delegado foi comprado/corrompido há 7 anos, sem nos dar as Medidas Protetivas, não quis fazer BO dos pertences e documentos que o agressor nos roubou (julho/2012) como a advogada que estava fazendo o divórcio me mandou abrir representação, o delegado "simulou" abrir uma representação (29/01/2013), através do sr. André, da DP daqui, fui à Promotoria, até na Corregedoria, nada consegui! Só descobri, na hora do divórcio, quando o advogado dele, chamou a minha advogada para aceitar o divórcio nos termos dele! O agressor numa manobra do advogado, conseguiu com que o delegado arquivasse 1 BO de ameaça nº 99/2007 (30/01/2007), + 1 BO de estupro nº 657/2012 (DP Praia Grande- 05/04/2012) com laudo pericial do IML Praia Grande nº 2127/12 (09/04/2012), + 1 BO de ameaça nº 727/2012 (09/10/2012), + BO de violação de domicílio nº 338/2013 (07/05/2013) + BO de furto e conduta criminosa nº 456/2014 (27/06/2014). Como o agressor começou a circular por aqui, para me intimidar, porque estava dando aula em casa, as pessoas começaram a me avisar e , não quero expô-los... liguei para o 180, no dia 15/01, que me mandou pedir as Medidas Protetivas na DP, no dia 16 meu filho veio aqui para me intimidar e para falar que não iria conseguir e que se continuasse com isso, o pai iria tirar todos os móveis daqui... Percebendo a cilada fui à DP no dia 17/01/2019, que gerou o BO 51/2019 e a partir daí começaram a ocorrer muitas situações de estourar meus canos de água, pois colocam vacas em meu quintal e incêndio, quis fazer BO o delegado não quis fazer, alegando que eu não sabia a autoria dos fatos e que a culpada era eu, que deveria murar adequadamente a minha propriedade. A minha única saída era publicar em meu blog www.teceramor.com, para mostrar o que estavam me fazendo e, desde o dia 23/07/2019, minhas fotos não estão mais no Google, não posso mais registrar o que está 
"não posso mais registrar o que está acontecendo aqui e até na minha internet estão mexendo, fiquei sábado, domingo e até agora há pouco, sem internet! Estão tentando me calar de todo jeito!"
Maria Teresa D. Valente 


Denuncie,
peça as Medidas Protetivas,
 se não te atenderem,
corra atrás para que Justiça seja feita,
não permita que o agressor saia impune!
 Se não tens como te livrar,
desse relacionamento opressivo,
obsessivo e possessivo,
se estás em situação de violência e/ou risco,
se estás sendo ameaçada:
Denuncie 180
Antes que ele te mate...
Busque ajuda profissional
(psicológica/psiquiátrica),
porque sozinha,
 não dá para enfrentar essa barra.
Portanto, para denunciar abusos, agressões e estupro,
é necessário ser acompanhada por advogada (o),
que conheça os trâmites do Judiciário,
para que você possa ter seu "direito de viver sem medo",
assegurado com as Medidas Protetivas.

Aprenda que é preciso 
denunciar com segurança,
acompanhada de advogada (o),
para que você tenha 
seus direitos assegurados,
direitos que nos foram negados,
por não termos feito a denúncia,
acompanhada de advogada (o)!
Maria Teresa

Agradecemos a Deus e, 
aos Anjos que Ele colocou em nosso caminho,
que ouviram nossas dores, temores e pavores, com muita paciência,
tendo sempre uma palavra de confiança e esperança, 
para nos confortar...
Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!
Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário