Yahsat


Com amor, todo sonho é possível

Ensinas ou educas? (reeditado com os comentários)

  
Estão matando nossos amores,
nossos companheiros de jornada!


Agradeço, Senhor, por nos guardar e proteger até hoje, 18/02/2020!

Pra mudar o mundo, é preciso começar por nós mesmos. A promotora Luciana Asper coordena o projeto Na Moral, na região de Brasília, que desafia jovens estudantes a refletirem sobre suas atitudes e adotarem posturas íntegras que vão refletir por toda a vida.
Se você quiser saber mais, inclusive para multiplicar essa iniciativa do bem, mande um e-mail para namoral@mpdft.mp.br

13/02/2020

Ensinas ou educas?
23/06/2015

Em junho de 2015, assisti no programa Mais Você, da Ana Maria Braga, uma matéria sobre "imigrantes" e, me chamou a atenção a preocupação de alguns povos, em acolher e educar os filhos dos estrangeiros que decidiram morar aqui, no Brasil.

Considero os pais, nossos primeiros mestres, é deles que recebemos as primeiras noções de como conduzir nossas vidas e, normalmente, é neles que nos espelhamos. As escolas religiosas ou de determinados países, cumprem bem o papel de educadores, elas suprem a lacuna da família, já fragilizada pela mudança e socializam a criança para viver a nova realidade, no país estranho, adaptando-a, sem traumas. Com toda a certeza, essa criança se tornará um adulto próspero.

Acredito que, se o Estado, quer mudar a condição de vida de um povo, não basta apenas criar um cartão, doar terras ou casas, é preciso muito mais que isso, é preciso criar uma estrutura, para educar e possibilitar a adequação do homem à sua nova condição. Não se pode dar apenas o peixe, é preciso ensinar a pescar, é preciso fazer o homem se interessar por sua subsistência e despertar nele o interesse de melhorar, de progredir.

Não podemos impor a todos a ideia única, precisamos identificar os valores morais e religiosos, respeitando as diferenças, adequando a socialização, corrigindo hábitos inadequados e antissociais, fortalecendo, dessa forma, o bom convívio social.

O Estado é um pai, precisa educar seu povo, se quiser que a Nação progrida!
Maria Teresa

Comentários ao texto acima:

1) Olá Teresa! Belo, profundo e, hoje, bastante pertinente o teu post. Realmente, existe uma grande diferença entre ensinar e educar. O grande exemplo estamos vendo nos personagens da "Operação Lava Jatos da Petrobras"
Obrigado pela tua visita e gentil comentário deixado no nosso Arte & Emoções. espero que voltes sempre.
Abraços,
Furtado (R.S.F.)

R) Estamos perplexa com a imensidão de sujeira aparecendo. Pelo jeito não salva um!
Agradeço pelo carinho, abraços carinhosos
Maria Teresa


2) "Não podia estar mais de acordo com o texto! Nos dias que correm cada vez se encontram menos pessoas educadas e de carácter, acho que a culpa é da educação, porque para educar é preciso saber e perder tempo, coisa que infelizmente muitas famílias não pretendem fazer porque "demora tempo e requer paciência".
Um excelente texto para refletir! Os meus parabéns!
(T.I.S.)

R) "Olá Teresa, tem toda razão, os maiores problemas são a falta de educação e a ausência de caráter, este termo aprendi recentemente, me perdoem, mas não lembro quem o mencionou e acho muito apropriado, uma avaliação errada, compromete todo o futuro de uma geração e, quem é desprovido de caráter, normalmente, é um grande dissimulado, questão de sobrevivência.
Quanto à educação constatei, que não podemos ter filhos e permitir que pessoa mal educada e sem caráter conviva com nossas crianças, porque o mal não exige abnegação, deixa-se aflorar o lado negativo, sem a preocupação de dominar o instinto do mal, latente em nós.
Para o educando, é muito mais fácil assimilar prazeres do que sacrifícios, as conquistas são mais rápidas e menos "comprometidas", a culpa é sempre do outro, essa é a saída.
Como você frisa, "educar" "demora tempo e requer paciência".
Infelizmente, eu cometi esse erro.
Agradeço seu carinho, abraços afetuosos"
Maria Teresa


3) Maria Teresa, penso eu que o papel do professor é ensinar e cabe aos pais a educação, mas que infelizmente estão sobrecarregando os professores, ou seja, pais sem preocupação em cuidar dos filhos jogam mais essa responsabilidade ao "pobres" dos professores e ainda com o agravante de não serem reconhecidos como tais, alias os nossos governantes se esforçam para que a cada dia mais temos nas ruas menores cometendo diversos delitos e a não valorização de nossos mestres.

Beijos
Rafael (R.M.)

R) Oi Rafael, não estou criticando, de forma alguma o professor, a observação que faço é que o Estado é responsável pela educação de seu povo e, aqui vamos entrar num campo, que está longe de sobrecarregar o professor, mas de lhe dar o devido valor:
1 - Se cabe ao professor educar, porque a maioria das crianças brasileiras, são filhas de mães que precisam trabalhar, que saem de casa cedo, enfrentam horas de condução para chegarem ao seu trabalho e, muitas vezes quando voltam, seus filhos já estão dormindo, isso se não enfrentarem, outra jornada para estudar, afinal de contas, ela precisa melhorar o seu salário. Eu lhe pergunto, em que horário ela vai educar, não estou nem falando, nas famílias desestruturadas, cujos filhos ficam totalmente abandonados e se transformam em delinquentes, por conta de não ter outra opção.
Isso é uma responsabilidade do Estado, ele tem que responder pela precariedade da educação, que está cada vez mais, aumentando o nível de miserabilidade do povo, não adianta ensinar, dar diploma, se não conseguirmos mudar a sua condição como pessoa, estamos massificando a população.
Nos outros países, como aqui citei, no caso dos imigrantes, existe uma preocupação com a cultura, com os costumes com a formação total e integral do indivíduo, respeitando as fragilidades existentes, em razão da mudança de país, para adequá-lo à nova realidade.
Não posso afirmar, mas acredito que os próprios cidadãos se preocupam com essa integração, para não chocar a criança.
2 - O Estado, falando daqui, do Brasil, deve capacitar e dar condições adequadas aos professores, para educar nossas crianças, uma vez que a educação sempre foi o nosso gargalo, segundo Miguel Couto "No Brasil só existe um problema nacional: - É a educação do povo."
3) Se existe esse problema, não é por culpa do professor, cada vez mais sobrecarregado (alguns trabalhando em 3 turnos, porque não ganham o suficiente), o professor é obrigado a se sujeitar a dar aulas em locais inadequados, em salas superlotadas, estar alerta para não ser agredido, isso se já não tenha sido e esteja afastado, em tratamento.
Se formos dissertar todos os problemas que existem nessa profissão, será uma lista imensa, sinceramente, não vejo solução, enquanto esses profissionais não forem devidamente respeitados e valorizados.
Volto a insistir, a educação é obrigação do Estado, é necessária uma mudança imediata, do contrário não formaremos cidadãos conscientes e educados, apenas pessoas com leitura e diploma, que serão verdadeiros agentes do mal.
Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
Maria Teresa

4) O Estado tem a obrigação sim de promover educação de qualidade para toda população, mas não é o que vemos no Brasil de hoje onde a educação está mais servida para que pessoas inescrupulosas façam uso dela para propagação do socialismo distorcendo informações e a veracidade da história, o que compromete na base a boa formação de crianças e jovens. Nesse sentido a educação tem servido para a degradação de valores essenciais para que sejamos e tenhamos um País capaz de formar sua gente de maneira digna e respeitosa. A realidade da educação hoje no Brasil é tida como medíocre e incapaz de ser comparada com a de outros países que levam a sério a formação de sua gente.
Cadinho RoCo
R) Concordo inteiramente com você Cadinho, é uma pena que estamos assistindo a tudo isso, de braços cruzados.
O Estado, simplesmente abandonou o seu povo, numa completa inversão de valores, sem a preocupação com a formação do cidadão, vamos todos levando, até a decência acabar.
Se antes havia um corrupto, hoje não há um que se salve.
Agradeço seu carinho, abraços afetuosos
Maria Teresa

Glória a Deus!
O novo governo está comprometido com a educação, acredito que escolas militares sejam a melhor solução.
Por melhor que as crianças sejam educadas em casa, se forem para escolas onde reina a anarquia e o desrespeito, na primeira brecha se revoltarão...
Respeito à Pátria, disciplina e ordem, se o Governo não assumir, o inimigo se encarregará de desviar, por essa razão estão cada vez mais idolatrando bandidos e corruptos!
Uma formação permissiva, sem limites, em casa, torna o indivíduo abusado e sem caráter, escroto da sociedade!

Maria Teresa

16/02/2020

"Somos amante de construir pontes, para unir as pessoas..."

17/02/2020

Agradeço, Senhor,
por colocar em nosso caminho,
pessoas maravilhosas para nos ajudar!
Abençoa, Senhor, a todas as pessoas do bem!

Até quando, Senhor?

não sei o que seria sem a sua generosa colaboração,
Deus te abençoe e proteja poderosamente!


Gratidão pela generosa solidariedade
Monique, Rogério, Tiana, Marcela, Márcia, Wendell e
Silas que fotografou, em 01/02/2020!

 seu filho Adriano e o seu amigo Felipe,
para nos ajudar!

-"Não se cale, continue a caminhar e contar sua história...
Tempos melhores estão a caminho... creia..."
Gratidão!

08/02/2020


Deus abençoe, ilumine e proteja, poderosamente,
 a todas as pessoas do bem!

João 8:32

Minha eterna gratidão à Igreja que me acolheu,
me ensinou a orar e a entregar a minha vida a Cristo!

Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!

Minha eterna gratidão aos meus filhos
Cássio Alexandre e Almir Rogério,
por colaborarem para que eu tivesse um teto!

Minha eterna gratidão à Gorete e ao Daniel,
que me deram vida e voz, através da YAHSAT!

A internet YAHSAT é de excelente qualidade,
minha gratidão à YAHSAT

Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário