Yahsat


Com amor, todo sonho é possível

Juíza aborda o dano psíquico como crime e lesão corporal...


A imagem pode conter: possível texto que diz ""MUITAS SÃO AS AFLIÇÕES DO JUSTO, MAS O SENHOR O LIVRA DE TODAS." Salmos 34:19"
🌻S🌹H🌼A🌸L🌾O🌷M🌿
🔥🙌🏻Paizinho Amado, agradeço as Tuas PROMESSAS MARAVILHOSAS porque a FIDELIDADE do SENHOR não tem fim...Oro com os meus irmãos entregando as nossas VIDAS, Famílias e Amigos, também os enfermos e encarcerados, aflitos e desamparados, pois reconhecemos que O SENHOR TEM O CONTROLE SOBRE TUDO...Perdoa o que não te agrada e ajuda-nos à viver conforme o Teu PROPÓSITO pois cremos na Tua palavra que promete abundar em BÊNÇÃOS àqueles que são fiéis...Livra-nos de tudo que não vem do SENHOR pelo PODER que há no sangue de JESUS Amém 🙏🏻🛐 — em Na Presença Do Pai.
Gratidão, Renata CPassos!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre, texto que diz "A mulher é o único transporte que homem tem para chegar a terra."
Perfeito!!

Homens honrem suas mães e esposas.
 Enfim, todas as mulheres.
Celia Gobbi Vidal
Gratidão, Celia Gobbi Vidal!

Glória a Deus!
Agradeço, Senhor, por nos guardar e proteger até hoje, 06/02/2020!


“Às vezes, há agressores com uma personalidade muito narcisista,
 cujas mães fizeram com que se sentissem a melhor coisa do mundo. 
Quando eram repreendidos, a mãe os defendia. 
Era quase como se dissessem: ‘Meu filho não faz nada de errado’. 
E elas criaram esses monstros narcisistas que acham
 que podem apenas passar pela vida como bem entenderem.”
Bem Querer Mulher
Para quem pratica o mal, existe a lei do retorno, um dia terão que acertar as suas contas...

Porque aqui na terra, não existe Lei para nos proteger,
somos massacradas e execradas pela sociedade machista...
Graças a Deus temos a juíza Ana Luisa Schmidt Ramos,
 está criando precedente, jurisprudência, para nos salvar:

A experiência de quase cinco anos no Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca da Capital levaram a juíza Ana Luisa Schmidt Ramos ao trabalho que resultou no livro “Violência Psicológica contra a mulher – o dano psíquico como crime de lesão corporal”. A magistrada conta que observava, nas vítimas, alguns sinais que iam além da violência física, mas até então, não havia processos que tratassem da violência psicológica. “Sem nenhuma ação versando especificamente sobre o tema, isso me intrigava e instigava. Naquele tempo, me questionava porque tantas mulheres permanecem nestes relacionamentos tão conflituosos, violentos e opressores”, relata a autora, agora no 1º Juizado Especial Cível do Foro Desembargador Eduardo Luz, na Capital.
Em resposta a essa questão, Ana Luisa decidiu voltar à universidade e cursar a faculdade de psicologia. Na primeira oportunidade de realizar um trabalho de pesquisa, não teve dúvidas: o tema seria violência psicológica contra a mulher. O trabalho tratou do dano psíquico como um configurador de lesão corporal, previsto no artigo 129 do Código Penal como “ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem”.
A magistrada trabalhou a partir da definição de saúde dada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que prevê o bem estar físico, mental e social da pessoa. Assim, defende que o dano psíquico está englobado neste conceito. “Então toda vez que houver uma ofensa à saúde mental de alguém, pode estar configurado sim, o crime de lesão corporal”, conclui Ana Luisa.


JUÍZA ABORDA O DANO PSÍQUICO COMO CRIME E LESÃO CORPORAL
Relacionamentos conflituosos
Um dos elementos mais comuns nos casos de violência doméstica é o chamado “ciclo da violência”. O conceito foi cunhado pela psicóloga americana Lenore Walker, e prevê três fases: tensão, explosão e calmaria. Primeiro, há a tensão no relacionamento até que a explosão resulta em agressões e, na sequência, há a fase de pedido de perdão e aceitação pela mulher. Pela teoria, este ciclo se repete por várias vezes e, quanto mais ele ocorre, mais difícil fica para a pessoa sair do relacionamento.
A magistrada avalia que a violência psicológica pode ser até pior para a mulher, porque tem consequências mais devastadoras do que uma violência física leve. “O tratamento é mais demorado e muitas mulheres não percebem que são vítimas. Muitas até se acham culpadas das situações que sofrem”, explica a autora.
Mesmo assim, a juíza aponta que mais importante do que a vítima se reconhecer na situação, é o poder público estar preparado para acolher estas mulheres. “A rede de atendimento precisa estar preparada e as instituições têm que ter condições para isso. Senão, estaremos revitimizando estas pessoas, porque se vítima não está sendo bem recebida e acolhida, ela volta para o que ela conhece”, pondera.
“Quando você está numa circunstância ruim e encontra outra coisa ruim, aprende que não adianta se mexer, não adianta sair do lugar porque não vai ter saída. A pessoa para sair de um ciclo de violência, em que ela está oprimida ou violentada, precisa olhar para frente e ter fé no futuro e acreditar que saindo dali, algo muito bom e melhor vai acontecer”, finaliza a juíza.
Sentença:  um precedente para casos de violência
“A sentença passa a ser um precedente para outros casos semelhantes a esse”, afirmou a juíza. “Não podemos deixar isso no silêncio. Não acredito no Direito Penal como a cura para todos os males, que isso vá resolver a questão. Não. Pelo contrário. Acho que o Direito Penal tem que ser o último caminho a ser perseguido, mas a partir do momento em que há violência, não pode ser esquecido”, enfatizou Ana Luisa.

Gratidão, Bem Querer Mulher!

Agora, estou vendo luz no final do túnel,
justiça seja feita a todas as mulheres,
que foram lesionadas psiquicamente e,
por não haver Justiça neste País,
se mataram!

O Senhor me guardou e protegeu desde 1983,
quando, mesmo sendo profissionalmente bem sucedida,
quis me matar,
por estar amarrada a um traste que queria a pensão por morte pra ele,
não me dava o divórcio, alegando que:
"casamento é até que a morte nos separe"
Tentou me matar toda vez que pedi o divórcio e,
quando entreguei os papéis para advogada,
me estuprou...
Arrumou um atestado falso, o delegado aceitou e
arquivou os BO's e o Laudo Pericial do IML.
Eu fui condenada!
 Hoje, ainda estou amarrada a esse verme,
que tem 40% da minha casa,
roubou todos os meus documentos e
está fazendo de tudo para me tirar daqui!

Deus cuida de mim, para que eu possa cuidar de quem precisa de mim...
- Bom dia.
Celia Gobbi Vidal
Gratidão, Celia Gobbi Vidal!

Pra mim está sendo um grande aprendizado,
não crio mais expectativa em relação aos filhos e às pessoas,
prefiro me surpreender com os Anjos que o Senhor nos envia!
Nossa eterna gratidão aos Anjos de Luz e Bondade!

28/01/2020
02/02/2020
03/02/2020
04/02/2020
Agradeço, Senhor, por nos avisar que estamos saindo do foco central,


"Deixo claro que, a cada dia, pessoas se voltam com seu senso de "cuidados" a todos que gritam por socorro. Nem uma Teresa, nem Maria, Solange ou Rosa... ficarão sem a proteção necessária, creia.
 Nada... nada mesmo, fica oculto na atualidade.
Alguns pensam que agir na sombra lhes assegurará anonimato... não mesmo.
 A comunidade feminina está atenta... (R.O.)"
Gratidão!
Deus seja eternamente louvado e glorificado!
Maria Teresa


Agradeço a Deus,
 pelas pessoas especiais que coloca em nosso caminho!

 Gratidão, Márcia Palese, do Projeto Estilo 4 Patas.
Gratidão, Márcia, Silas, Monique, Marcela, Wendell e Rogério!
Agradeço às pessoas generosas e solidárias:
 Deus abençoe e proteja, poderosamente, 
a todas pessoas do bem!

Agradeço à Igreja que me acolheu!

João 8:32

Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!

Minha eterna gratidão à Gorete e ao Daniel,
que me deram a YAHSAT!

A internet YAHSAT é de excelente qualidade,
minha gratidão à YAHSAT

Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário