Yahsat


Com amor, todo sonho é possível

Registro de um crime perfeito!


Agradeço a Deus por me guardar e proteger até hoje, 12/04/2020!

Já que a Justiça me nega as Medidas Protetivas,
 deixo registrado os fatos, se algo me acontecer, 
não podem alegar desconhecimento! 

O Senhor me libertou de um passado 
tóxico/abusivo e me mantém viva, para testemunhar,
louvar e glorificar o Seu Nome, a todo o momento!

Sempre respeitei as instituições,
acreditando que todos que trabalhavam para o Estado,
fossem pessoas corretas e defendiam nossos direitos!
Nunca imaginei, em toda a minha vida, 
que iria passar pelo que estou passando e,
que um ser humano, fosse capaz de tamanha baixeza!
Muito menos imaginei, que um delegado de polícia,
se prestaria a arquivar para perpetuar, na obscuridade,
crime de estupro perfeito!

Em 30/01/2007, 
denunciei as ameaças que sofria  BO nº 99/2007,
 assinado pelo DELEGADO DE POLÍCIA - 
GERSON ANTONIO HARUO YAMASATA.
Saí de casa e tratei com o advogado para o divórcio,
o indivíduo me ligava, constantemente,
 insinuando que eu era amante do filho 
que me ajudou a sair de casa.
O advogado se desculpou, 
dizendo que era amigo do abusador e,
não poderia fazer meu divórcio, 
mesmo depois de receber pelo inventário de meu pai.
Resolvi consultar outro advogado, 
que recomendou que o deixasse entrar em casa,
caso contrário ele alegaria abandono de lar e
como não trabalhava eu teria que pagar pensão ao indivíduo.
Em 2012, 
eu estava em meu limite psicológico/emocional,
o psiquiatra aumentando a dose de diazepan,
para suportar viver com o sujeito,
que me explorava, traia e humilhava, descaradamente,
vivia me induzindo ao suicídio, perguntando a todo instante, 
"se eu não ia me desesperar por ele" e, 
tentava me matar cada vez que eu pedia o divórcio.
Havia sido expulsa de minha casa, 
por uma nora, que me chamou de louca e que eu merecia mesmo:
 "um par de cornos bem grande em minha cabeça"!
Logo depois, recebi ameaça de morte, ao pé do ouvido, 
que me arrepiou por inteira,
eu já conhecia a índole do abusador, 
conhecia a força de suas mãos para me esganar e
o Senhor me guardou de todas elas...

Mas vamos aos fatos concretos: 
Em 01/03/2012, entreguei cópia do contrato de compra do terreno,
bem como, da construção da casa 
(que foram recentemente furtados) à advogada e 
perguntei se poderia recusar sexo...
Estranhei a passividade do abusador, quando lhe informei que:
a partir daquele dia estávamos separados de corpos...
No dia 30/03/2012, fui acordada pelo abusador,
que me estuprou, ignorando minha negativa para o ato, 
travando minhas mãos, 
que com as dores insuportáveis, 
não consegui impedir o ato...
Entrei em choque,
 paralisada pelo pavor, daquele monstro aterrorizante,
 senti asco daquele ser hediondo!
Fui deixada no dia 31/03/2012, 
em casa do meu filho mais velho,
 que iria me disciplinar,
 para participar curso de casais em sua Igreja!
Fez com que eu contratasse uma advogada lá,
a quem muito agradeço, por me livrar da morte,
 porque daqui,  nenhum advogado(a) conseguiria me livrar 
desse ser poderoso e repugnante.
Quando lhe informaram que eu havia feito BO e passado pelo IML em 9/04/2012, começaram a chover emails de "eu te amo".
Pelo medo, saí da casa desse filho e fui para casa de outro filho, 
que era mais segura, mas com a desculpa de trazer minhas coisas,
vieram junto com ele, o Marcos, sua esposa e o Diogo, meu caçula,
que chegou me ameaçando matar, caso o pai fosse preso... 
Fui abusada, violentada, tentou me matar várias vezes, estuprou e
 todos os meus filhos defendiam o criminoso.  
Que tremenda decepção para uma mãe,
que deu sua vida pelos filhos e, só recebe ingratidão e desprezo!

Logo depois dessa ameaça, ainda atordoada,
estava no ônibus, voltando para a casa de meu filho,
quando recebi a ligação da Tatiane, da DP de Terra Preta,
me informando que 
se eu quisesse fazer representação contra o sujeito,
deveria me dirigir àquela DP, que todos os casos de Terra Preta,
são resolvidos naquela Delegacia.
Ainda chocada com meus filhos, sem dinheiro e, 
como meu filho havia dito que não poderia me levar para 
fazer o divórcio por Mairiporã, disse a ela que não poderia ir,
pois não tinha dinheiro para subir, 
mesmo porque o pavor me impedia de andar sozinha.
O abusador insistia e perturbava meus filhos sem parar,
tentei alugar uma kit para me mudar,
mas, impedida pelo mais velho, não tive outra alternativa,
senão voltar, sabendo que aqui ele iria me matar.
Aqui me estourou toda e constatei que haviam feito um arrastão
em todas as minhas coisas, documentos,
joias, utensílios domésticos, roupas e
enxovais de bebê do Grupo que eu participava,
tentei denunciar, mas o delegado se recusou a fazer BO,
alegando que eu não tinha "prova" de nada, 
que eu havia saído de casa e, portanto,
 quem deveria denunciar o ocorrido era o indivíduo!
Apavorada com tudo que estava acontecendo,
toda machucada física, emocional e psicologicamente,
ameaçada a todo momento:
"aqui tem muita terra, fácil matar e sumir com o corpo,
que ninguém vai achar teu rastro".
Arrumei um caminhão para fugir daqui (07/10/2012),
avisei a advogada, que me desaconselhou e
 mandou fazer BO 727/2012, de 09/10/2012, 
anexo um comunicado,
que constava o nº de BO errado...,
mesmo se eu fosse ao Fórum, não iriam achar 
o tal  do BO de ameaça,
 tudo milimetricamente planejado...
Mas, nesse interim,
 o Senhor Jesus me chamou através de um Anjo e
foi o que começou a mudar a minha vida.
Fui me fortalecendo e buscando seguir a direção do Senhor!
Como o sujeito começou a aparecer e a me encarar,
em todos os lugares que eu ia, 
resolvi fazer representação e aí,  o DELEGADO DE POLÍCIA 
GERSON ANTONIO HARUO YAMASATA 
através do sr. André, simulou abrir representação contra o sujeito, 
no dia 29 de janeiro de 2013...
Só constatei o engodo da Delegacia de Polícia,
quando o Juiz na audiência de divórcio,
me questionou: "Representou?"

Hoje, continuo sendo importunada, 
para que abandone a minha casa,
mas como diz o novo delegado,
 não há o que fazer porque não tenho prova de nada,
sou eu que preciso arrumar a minha rua e, 
fazer um muro resistente 
para me proteger de invasores e predadores... 

Agradeço ao Senhor, por me manter viva e
poder revelar a sórdida armadilha para me tirar da minha casa, 
com a participação de pessoas da
Delegacia de Polícia de Terra Preta!

O que não se pode mudar, remediado está!

O meu repúdio, a todos os "seres" 
que apoiam abusadores narcisistas ou psicopatas...

Só mesmo com a proteção 
de Nosso Senhor Jesus Cristo,
para nos defender de seres tão malignos e,
para suportar toda a pressão que nos fazem!
Glória a Deus!
Seu Nome seja eternamente louvado e glorificado!

-"Não se cale, continue a caminhar e contar sua história...
Tempos melhores estão a caminho... creia..." R.O.
Gratidão, Anjo de Luz e Bondade!
Maria Teresa


27/02/20

O golpe de mestre dos abusadores!

Em época de crise, as mulheres vítimas de abusadores, são as mais prejudicadas!




"Portanto, não os temais; porque nada há encoberto
que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.
O que vos digo em trevas dizei-o em luz;
e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.
e não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma;
temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo."
Mateus 10:26-28

08/04/2020


Deus abençoe, ilumine e proteja, poderosamente,
 à todas as pessoas do bem!

João 8:32

Agradeço a Deus, pela minha Vida,
 que o Senhor Jesus resgatou e restaurou!

Minha eterna gratidão aos meus filhos
Cássio Alexandre e Almir Rogério,
por colaborarem para que eu tivesse um teto!

Minha eterna gratidão à Gorete e ao Daniel,
que me deram vida e voz, através da YAHSAT!


Agradeço a Deus, que por Sua Graça e Misericórdia,
me permite servi-Lo com alegria!
Abraços carinhosos

0 comentários:

Postar um comentário